Simulador de erosão foi destaque em Rio Verde

Curso

Simulador de erosão foi destaque em Rio Verde

Edição 2018 da Tecnoshow Comigo 2018 recebeu 106 mil visitantes e movimentou 2.5 bi em negócios graças aos 550 expositores
Por:
634 acessos

A edição 2018 da Tecnoshow Comigo 2018, que aconteceu em Rio Verde (GO), entre os dias 09 e 13 de abril, em seus 60 hectares, recebeu 106 mil visitantes e movimentou 2.5 bi em negócios graças aos 550 expositores. Entre estes expositores estava a Embrapa Solos (Rio de Janeiro-RJ), que levou palestrantes e tecnologia para a grande feira de tecnologia rural do Centro-Oeste Brasileiro.

‘Manejo da adubação em solos agrícolas do Cerrado com fertilidade corrigida: oportunidades para redução de custo e aumento da lucratividade’, foi a apresentação feita pelo chefe de pesquisa e desenvolvimento da Embrapa Solos, Vinicius Benites, no dia 12, na Casa da Embrapa. O sucesso da exposição, que lotou o espaço, motivou a repetição da palestra no dia seguinte.

Já o pesquisador Luís Carlos Hernani teve agenda cheia, falando sobre agricultura conservacionista e o DRES, nos dias 10 e 12, respectivamente.

Complementando as apresentações dos profissionais da Embrapa Solos, também no dia 10, o pesquisador Ronaldo Pereira discorreu sobre sensores proximais de solos aplicados à agricultura de precisão.

O Embrapa & Escola, que ficou em área nobre, junto à Casa da Embrapa, recebeu 400 visitantes e baseou suas atividades na programação criada pela Embrapa Solos. O simulador de erosão foi a grande atração. Em uma bandeja, o aparelho mostra as três fases do processo de erosão: a desagregação do solo pelo efeito da chuva, o transporte pelo escorrimento superficial da água não infiltrada e o assoreamento do material erodido. Mostra também a perda de solo, que é também a perda de água, matéria orgânica, nutrientes (adubos), sementes e trabalho do homem.  Além disso, lembra que esse material, carregado pela água, provoca o assoreamento de rios, lagos e reservatórios, afetando a produção de água limpa e de energia elétrica. Já na outra bandeja, o mesmo solo, com a cobertura de palha, mostra a alternativa de mitigação do processo de erosão e de seus efeitos maléficos.  A cobertura de palha na superfície do solo simula o efeito de sistemas conservacionistas, como o Plantio Direto, que permitem que a água infiltre mais e que, a parte que escorre, não carregue a mesma quantidade de solo, saindo límpida.

Outras atrações do Embrapa & Escola foram a pintura com tinta de solo, a demarcação de curvas de níveis com auxílio do pé de galinha e a demonstração do efeito do capim vetiver no combate à erosão, das rochas que dão origem aos solos, dos micromonolitos e das fotos de perfis de solos.  

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink