Sistemas agroflorestais são benéficos ao meio ambiente

SUSTENTABILIDADE

Sistemas agroflorestais são benéficos ao meio ambiente

"Nós mostramos que os sistemas agroflorestais desempenharam um papel eficaz"
Por: -Leonardo Gottems
183 acessos

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade do Estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos, indicou que a adoção de sistemas agroflorestais pode ter um papel muito importante na mitigação das mudanças climáticas. De acordo com eles, a agrossilvicultura, que combina árvores com a criação de gado, é especialmente popular nos países em desenvolvimento porque permite que pequenos agricultores, que têm pouca terra disponível, maximizem seus recursos. 

Os pesquisadores analisaram dados de 53 estudos publicados em todo o mundo que acompanharam as mudanças no carbono orgânico do solo após a conversão de terras florestais em cultivos e pastagens e pastagens em sistemas agroflorestais. Enquanto as florestas “sequestram” cerca de 25% mais carbono do que qualquer outro uso da terra, a agrossilvicultura, em média, armazena muito mais carbono do que a agricultura. 

A transição da agricultura para a agrossilvicultura aumentou significativamente carbono orgânico do solo em 34%, de acordo com Michael Jacobson, professor de recursos florestais do grupo da Faculdade de Estudos Agrícolas que conduziu o estudo. A conversão de pastagens em agrofloresta produziu um aumento de carbono orgânico no solo de cerca de 10%, em média. 

"Nós mostramos que os sistemas agroflorestais desempenharam um papel eficaz no sequestro de carbono global, envolvido em sequestro de carbono e o armazenamento de longo prazo do dióxido de carbono na atmosfera. O processo é crítico para mitigar ou adiar o aquecimento global", indica. 

No entanto, o pesquisador Andrea De Stefano disse que o estudo fornece uma base empírica para apoiar a expansão de sistemas agroflorestais como uma estratégia para reduzir a concentração de dióxido de carbono na atmosfera e mitigar a mudança climática. "A conversão de floresta para agroflorestal conduziu a perdas em carbono orgânico nas camadas superiores, ao passo que não há diferenças significativas quando nas camadas mais profundas", conclui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink