SIT viabiliza parceria para desenvolvimento sustentável

Agronegócio

SIT viabiliza parceria para desenvolvimento sustentável

“Não tem mais mão de obra para a colheita. Os agricultores, cada vez mais, abandonam a atividade e procuram emprego nas mineradoras"
Por: -Joana
1219 acessos
Uma região que depende excessivamente da mineração e que tem na extração do minério de ferro a principal atividade econômica receberá incentivos para o desenvolvimento da agropecuária com o objetivo de diversificar suas atividades e garantir condições de aumento de renda do produtor rural. A abertura da 4ª SIT (Semana de Integração Tecnológica), realizada na última sexta-feira, dia 13, viabilizou a assinatura de um contrato de parceria entre a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e o Codap (Consórcio Público para o Desenvolvimento do Alto Paraopeba) para a promoção de ações que viabilizem o desenvolvimento agrícola sustentável nesta região, composta por sete municípios localizados na região Central do Estado.

Compõem o Consórcio os municípios mineiros de Belo Vale, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Entre Rios de Minas, Jeceaba, Ouro Branco e São Brás do Suaçuí. Segundo o prefeito de Congonhas e presidente do Codap Anderson Costa Cabido a região se prepara para ser detentora do terceiro maior PIB do Estado. “O Alto Paraopeba recebe o maior volume de investimentos privados entre as regiões mineiras. Ao longo dos próximos quatro anos, estão previstos investimentos da ordem dos R$ 20 bilhões. Ao mesmo tempo, a população deve crescer 80% nos próximos 10 anos. Isso tudo trará também impactos negativos, apresentando sérios riscos para a agricultura e a pecuária”, antecipa Cabido.

Segundo ele, tal contexto já é verificado em alguns municípios, como Belo Vale, maior produtor de mexerica do Estado. “Não tem mais mão de obra para a colheita. Os agricultores, cada vez mais, abandonam a atividade e procuram emprego nas mineradoras. Precisamos reverter esse quadro”, pondera o prefeito. E nessa conjuntura, o contrato de parceria trará novos horizontes para a região. “Enxergamos hoje o nascimento de uma iniciativa que fará uma diferença enorme na vida de agricultores do Alto Paraopeba”, disse. “O contrato pode se tornar referência nacional, transformando o Codap em modelo para outros consórcios”, completou o gerente-executivo do Polo de Excelência Mineral e Metalúrgico da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, Renato Ribeiro Ciminelli.

Tecnologias para a promoção do desenvolvimento agrícola sustentável têm a garantia de impactar positivamente no setor da mineração. De acordo com o deputado federal Márcio Reinaldo Moreira (PP-MG), a iniciativa antecipa desafios no contexto da exploração mineral para descobrir alternativas de ocupação e recuperação de áreas degradadas ao longo dos séculos. “Reforçamos o papel da Embrapa em criar alternativas para que o agricultor permaneça em sua propriedade”, reforçou o deputado estadual Duílio de Castro (PMN). Ao mesmo tempo, lideranças do setor apresentaram ao prefeito de Sete Lagoas Mário Márcio Campolina Paiva a oportunidade de disponibilizar competências em nível mundial para o setor guseiro, uma das molas que impulsionam a economia da região.

SIT pretende atingir público urbano

Para o diretor-presidente da Embrapa Pedro Antonio Arraes Pereira há muitos desafios em uma parceria como a estabelecida com o Codap. “É nossa expectativa trazer a Epamig e a Emater-MG para esse circuito, além de uma participação intensa de empresas da iniciativa privada, com governança participativa, ajudando a viabilizar o programa de desenvolvimento do Alto Paraopeba”. Segundo o diretor-presidente, a Semana de Integração Tecnológica pode aproximar esses atores e marcar a atuação local e regional da Embrapa, um dos objetivos da Empresa.

“Vamos apresentar, durante a semana de realização da SIT, um leque diversificado de produtos, processos, serviços e tecnologias voltados também para o público urbano. É a Embrapa olhando para toda a sociedade brasileira”, concluiu o chefe-geral da Embrapa Milho e Sorgo Antônio Álvaro Corsetti Purcino. Na ocasião, a Embrapa Milho e Sorgo recebeu uma moção de congratulação da Câmara Municipal de Sete Lagoas pela realização do evento.

A 4ª SIT é uma realização da Embrapa Milho e Sorgo, Emater-MG (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais), Epamig (Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado de Minas Gerais) e Universidade Federal de São João Del-Rei e acontece de 13 a 20 de maio. Todas as atividades dependem de inscrição prévia, que pode ser feita pela página da SIT na internet: www.cnpms.embrapa.br/sit. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (31) 3027-1167.
 
As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa Milho e Sorgo

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink