Soja – Produção argentina reajustada para 51,50 milhões de toneladas
CI
Agronegócio

Soja – Produção argentina reajustada para 51,50 milhões de toneladas

Análise de Gilda M. Bozza, Economista da DTE/FAEP
Por:
Análise de Gilda M. Bozza, Economista da DTE/FAEP

Nesta sexta-feira (8), o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos – Usda, divulgou o relatório mensal de março com o quadro de oferta e demanda mundial das principais commodities agrícolas para a safra 2012/13.
Ao contrário do esperado pelo mercado, o relatório não reduziu os estoques finais norte-americanos. Reajustou a safra argentina de soja de 53 milhões para 51,5 milhões de toneladas.

Com isso, a produção mundial de soja na safra 2012/2013 foi prevista em 268,0 milhões de toneladas contra 269,5 milhões de toneladas do relatório anterior. Estoques mundiais de 60,21 de toneladas. 

Estados Unidos – Os números para os Estados Unidos foram mantidos: produção de 82,06 milhões de toneladas, exportações de 34,70 milhões de toneladas, produtividade de 44,9 sacas por hectare e estoque final americano de 3,4 milhões de toneladas.  Os Estados Unidos respondem por 30,6% da produção mundial do grão.

Brasil - Em relação ao Brasil, o Usda manteve a produção em 82,5 milhões de toneladas.  A participação brasileira na produção mundial é de para 30,8%, apontando o Brasil como principal produtor mundial do grão.

Argentina – A produção argentina de soja foi reavaliada por conta da estiagem de 53,0 milhões para 51,5 milhões de toneladas (menos 1,5 milhão de toneladas). A Argentina, terceiro principal produtor, participa com 19,2% da produção mundial.

MILHO: Produção mundial safra 2011/12 revista para 854,07 milhões de toneladas

A produção mundial na safra 2012/13 foi reajustada para 854,07 milhões de toneladas e estoques finais mundiais de 117,48 milhões de toneladas.  Para os Estados Unidos, principal produtor mundial de milho, o USDA o manteve a produção norte-americana em 273,83 milhões de toneladas e a produtividade em 7.737 kg por hectare.

O relatório de março manteve a produção brasileira de milho, em 72,5 milhões de toneladas. A produção argentina foi reduzida de 27 milhões para 26,5 milhões de toneladas.

 A União Europeia (27 países) teve mantidos os números do relatório de fevereiro: produção de 54,67 milhões de toneladas. 

TRIGO – Produção mundial avaliada em 655,48 milhões de toneladas

O USDA retificou a produção mundial de trigo, passando para 655,48 milhões de toneladas, as exportações previstas em 143,93 milhões de toneladas, consumo mundial em 673,72 milhões de toneladas e estoques finais de 178,23 milhões de toneladas.  Os Estados Unidos tem estimativa de 61,76 milhões de toneladas e exportações de 27,90 milhões de toneladas.

A produção argentina de trigo foi mantida em 11,0 milhões de toneladas e exportações de 5,00 milhões de toneladas.  Para o Brasil, o USDA prevê uma produção 4,3 milhões de toneladas.  As necessidades de importação são de 5,00 milhões de toneladas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.