Soja

Soja: condições climáticas atrasam a semeadura em Mato Grosso

Até o momento, o estado plantou 25,82% da área destinada ao grão, o que corresponde a 2,43 milhões de hectares
Por:
326 acessos

Na última semana, as chuvas ocorridas em determinadas localidades de Mato Grosso proporcionaram a intensificação da semeadura da soja em algumas regiões. De maneira geral, o estado demonstrou um avanço semanal de 11,39 pontos percentuais, elevando o total semeado para 25,82%, o que corresponde a 2,43 milhões de hectares. As informações foram divulgadas pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) na segunda-feira (23/10).

Apesar disso, a semeadura da safra 2017/2018 segue registrando atraso ante à safra 2016/2017, que no mesmo período estava em 42,27% e, apesar de pouco, também diante da média das últimas cinco safras, que estava com 28,4%. As regiões que mais avançaram na última semana foram a oeste, médio-norte e noroeste, sendo estas as regiões com os maiores percentuais já cultivados. Já na outra ponta, as regiões mais atrasadas são a nordeste e a sudeste, que são cadenciadas pelo reduzido volume de chuvas. “Para a próxima semana, o clima continuará sendo o fator limitante para o ritmo das atividades e também para o estabelecimento inicial das lavouras”, diz o Imea.

Ritmo da safra de soja 2017/2018 

O fator climático vem refletindo no ritmo da safra 2017/2018 em Mato Grosso. No entanto não é apenas isso que vem trazendo preocupações ao produtor, uma vez que os preços para o próximo ano não estão tão atrativos. Segundo o Imea, atualmente a paridade para março/18 encontra-se em R$ 56,81/sc, e, apesar de estar acima do custo variável, de R$ 51,71/sc, apresenta-se abaixo do custo total da safra e é também inferior aos patamares registrados no mesmo período do ano passado.

Além disso, com o processo de semeadura ainda reduzido e as incertezas com relação ao desenvolvimento das lavouras da nova safra, qualquer impacto negativo à produtividade da nova safra poderá refletir diretamente no bolso do produtor. Assim, apesar dos custos menores para a safra 2017/2018, as incertezas em torno da produtividade e os patamares pouco animadores de preço trazem um sinal de alerta para esta safra.

O preço da soja disponível em Mato Grosso encerrou a última semana em alta de 0,74%, com preço médio de R$ 56,81/sc. A sua valorização ocorreu devido ao incremento ocorrido em Chicago. O preço paridade para mar/18 apresentou ganho na última semana de 0,61%, cotado com média de R$ 56,72/sc. A valorização externa foi determinante para o cenário positivo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink