Soja: Desvalorização do dólar enfraquece cotações internas
CI
Agronegócio

Soja: Desvalorização do dólar enfraquece cotações internas

Desvalorização do dólar frente ao Real trava negociação do cereal
Por:
Enquanto os preços estão estáveis no mercado internacional, no Brasil, a desvalorização do dólar frente ao Real tem travado as negociações e enfraquecido os preços internos, já que tem distanciado os valores das ofertas de compras e de vendas. A moeda norte-americana se desvalorizou por sete dias úteis consecutivos e fechou a R$ 2,262 (taxa comercial de venda das 16h30) na sexta-feira, 28.

Com isso, os preços pedidos por vendedores e as ofertas de compradores chegaram a ter diferença de três reais/saca de 60 kg. Além da desvalorização do dólar, segundo colaboradores do Cepea, as dívidas de custeio a vencer nos próximos dias tendem a elevar a necessidade de venda por parte do produtor. Com o pico de colheita no Brasil e déficit de armazenagem, o escoamento também deve ser mais rápido.

Entre 21 e 28 de março, o Indicador da soja Paranaguá CEPEA/ESALQ/BM&FBovespa, baseados em negócios realizados, teve queda de 3,84%, para R$ 70,04/sc de 60 kg na sexta-feira. A média ponderada das regiões paranaenses, refletida no Indicador CEPEA/ESALQ, caiu 3,1% no mesmo período, indo para R$ 66,57/sc de 60 kg na sexta-feira – o menor valor em 29 dias úteis. 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink