Soja abre semana de expectativa por acordo China/EUA

ANÁLISE AGROLINK

Soja abre semana de expectativa por acordo China/EUA

Baixas ocorreram por fundos invertendo suas posições para comprados
Por: -Leonardo Gottems
88 acessos

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na segunda-feira (13.01) baixas de 3,75 pontos no contrato de Março/20, fechando em US$ 9,4225 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 3,50 e 5,75 pontos.

Os principais contratos futuros abriram a semana com baixas no mercado norte-americano da soja, com fundos invertendo suas posições para comprados. “No entanto, o foco principal foi e continuará nos detalhes do acordo entre EUA e China. Fontes oficiais americanas adiantaram que o mesmo conteria os compromissos de aumento de compras de produtos agrícolas por parte da China. Teoricamente esta informação deveria elevar as cotações em Chicago, mas foram desmentidas pelo vice-ministro chinês, que afirmou que seu país não aumentaria a cota de compras dos EUA. O mercado, perplexo, espera”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com a ARC Mercosul, na semana da assinatura da Fase 1 do Acordo Comercial, o mercado da soja inicia com pessimismo aqui em Chicago: “A China já possui uma ampla cobertura da sua necessidade da oleaginosa para o primeiro trimestre de 2020. Os bastidores do mercado não esperam que este acordo parcial entre EUA e China deverá incentivar compras imediatas da soja estadunidense.” 

“Além do mais, as ofertas de exportação da soja brasileira para além de fevereiro estão mais atrativas que as ofertas no Golfo dos EUA – mesmo considerando a isenção tarifária de 25% sobre o grão norte-americano. Assim como estamos alertando desde o início de dezembro, a reconciliação política entre Trump e Jinping deverá incentivar o mercado de cereais e carnes nos Estados Unidos. A soja ainda passa por um cenário duradouro de saturação da demanda com a crise sanitária da Febre Suína Africana”, concluem os analistas.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink