Soja brasileira segue em alta

Imagem: Marcel Oliveira

MERCADO BRASIL

Soja brasileira segue em alta

Negócios foram apenas pontuais para o grão, conforme informado por tradings locais
Por: -Leonardo Gottems
517 acessos

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a terça-feira (16.06) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação subindo 1,42% nos portos, para R$ 109,80/saca (contra R$ 108,26/saca do dia anterior). Com isto a perda acumulada nos portos neste mês ficou em 2,13%.

A T&F Consultoria Agroeconômica aponta que a terceira alta do Dólar ajudou na manutenção dos preços do dia anterior no Rio Grande do Sul. A soja manteve R$ 111,50 para julho no porto. No interior, os preços também ficaram em R$ 106,50 em Ijuí e Passo Fundo e R$ 107 em Cruz Alta, como os oferecidos na segunda-feira. A Soja futura bateu R$ 103,00 porto. No entanto, os negócios foram apenas pontuais para o grão, conforme informado por tradings locais. Os preços pagos aos agricultores oscilam entre R$ 91,50 e R$ 94,00/saca, conforme a localidade.

No Paraná os preços caíram para meses os futuros: “O mercado de balcão se manteve em R$ 93,00/saca nesta terça-feira na região dos Campos Gerais. Na região dos Campos Gerais o mercado de lotes, os preços subiram 5 reais/saca. Com a alta do dólar e sem a necessidade de vender estoques, o vendedor está buscando melhores preços”.

CHINA

Ainda de acordo com a T&F, o mercado de soja CIF China começou a semana em um ritmo lento, pois as margens de esmagamento permaneceram fracas devido aos custos de frete firmes e aos fortes preços de origem, enquanto os mercados financeiros globais caíram devido aos picos dos casos Covid-19 na China e nos EUA.

“Os preços da soja brasileira em uma base de CIF na China caíram marginalmente, uma vez que os vendedores tentaram atrair o interesse de compra da China, mas a soja americana permaneceu muito mais competitiva”, concluem os analistas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink