Soja despenca nos EUA

ANÁLISE AGROLINK

Soja despenca nos EUA

Houve forte redução na demanda de soja americana pela China
Por: -Leonardo Gottems
506 acessos

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na segunda-feira (07.05) uma baixa de 25,25 centavos (2,4%) de Dólar no contrato de Julho/18, fechando em US$ 10,1125 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 22,00 e 25,25 pontos.

O mercado norte-americano da soja abriu a semana com fortes perdas nos principais contratos futuros. De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, isso ocorre porque o Brasil está muito competitivo e houve forte redução na demanda de soja americana pela China: “Das 534 mil tons embarcadas para exportação nesta semana, apenas 68 mil foram para a China. Esta forte quebra eclipsou a alta de 0,82% do dólar”.

De acordo com a Consultoria AgResource, os fundos de investimento continuam no movimento de reversão das posições compradas, com as tensões sobre a guerra comer­cial entre os Estados Unidos e a China não sendo amenizadas: “Os resultados do recente encontro entre as nações não foram satisfatórios para a especulação, a qual esperava por qualquer novidade positiva em direção à um acordo bilateral. No entanto, a delegação norte-americana trouxe requerimentos irracionais para a mesa de negociações, enquanto que os chineses não demostraram nenhum sinal que iriam ceder em seu pré-posicionamento”. 

“Até então, o cenário continua o mesmo criado há algumas semanas atrás. Os Estados Unidos prometem a imposição de um pacote tarifário de US$50 bilhões sobre produtos de origem chinesa, enquanto que o Governo asiático ameaça a retaliação contra a soja de origem estadunidense - imposição de mais 25% sobre preços de impor­tação. No relatório mais atualizado do posicionamento de fundos, foi contabilizado 177 mil posições líquidas no lado da compra na soja. A ARC estima reversão de 10-20% destes contratos abertos, nesta semana”, concluem os analistas da AgResource. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink