Soja dispara com piora nas lavouras dos EUA

ANÁLISE AGROLINK

Soja dispara com piora nas lavouras dos EUA

Queda de 3 pontos percentuais das lavouras em condição boa/excelente suscitou muitas dúvidas
Por: -Leonardo Gottems
3763 acessos

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na terça-feira (10.09) alta de 14,25 pontos no contrato de Novembro/19, fechando em US$ 8,72 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com valorizações entre 13,25 e 14,25 pontos.

Os principais contratos futuros tiveram uma sessão de recuperação de ganhos no mercado norte-americano da soja, após a pasmaceira na abertura da semana. “A alta foi atribuída ainda aos dados divulgados pelo USDA sobre a situação das lavouras americanas depois do pregão do dia anterior, com queda de 3 pontos percentuais das lavouras em condição boa/excelente. Isto suscitou muitas dúvidas sobre o que poderá ser publicado pelo USDA na próxima quinta-feira sobre a produção final de soja nos EUA”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, a especulação voltou a ganhar movimento: “A redução significante das Condições de Safra para o milho nos Estados Unidos disparou um movimento de alta nos cereais, que acabou sustentando a estabilidade na soja, nas primeiras horas do dia aqui em Chicago. Entretanto, agências de notícias privadas relataram que a China estaria com interesses sólidos em adicionar compras de produtos agrícolas estadunidenses, como um sinal de ‘inclinação a um acordo comercial com Donald Trump’”. 

“Dentre os produtos em questão, a soja e carne vermelha foram os mais citados nas publicações. A ARC lembra que os chineses estão na tentativa de conter a inflação agressiva nos preços da carne suína no mercado doméstico, procurando por fornecedores da carne in natura. Desde agosto de 2018, os preços de prateleira da carne suína se elevaram em 47%, sendo 15 vezes superior à inflação base da China”, concluem os analistas da ARC Mercosul.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink