Soja e carne in natura elevam exportação do Rio Grande do Sul
CI
Agronegócio

Soja e carne in natura elevam exportação do Rio Grande do Sul

Por:

As exportações do Rio Grande do Sul cresceram 29,5%, chegando a US$ 2,07 bilhões no primeiro quadrimestre do ano em relação ao mesmo período do ano passado, quando chegou a US$ 1,6 bilhão. O resultado supera o crescimento do Brasil, que foi de 25,5% para o mesmo período. Os principais destinos das vendas externas do Rio Grande do Sul foram os EUA, a Argentina - voltando à segunda colocação -, Alemanha, Rússia, Itália e Reino Unido. As importações do Estado também tiveram alta de 26,22%, passando de US$ 1,03 bilhão para US$ 1,30 bilhão nos primeiros quatro meses de 2003.

Os números foram divulgados pelo presidente da FIERGS, Renan Proença. "Apesar dos números serem positivos, o nosso potencial é muito maior. Temos que mudar a cultura exportadora do Estado e já estamos dando o primeiro passo com o projeto Marca RS, lançado recentemente em parceria do governo gaúcho e as entidades empresariais. Os consórcios de exportação e show-rooms em locais com potencialidade de mercado poderiam ser um começo para essas mudanças", disse Proença.

Do total exportado pelo Estado, a indústria participou com 84,2% e um crescimento de 24,4%, chegando a US$ 1,75 bilhão, sendo que os gêneros de maior destaque foram fumo (49,3%), mecânica (41,3%), plásticos, em especial o Polietileno, (67,5%), produtos alimentares (41,6%) e química (41%). Nos produtos básicos, ocorreu crescimento de 67% sendo este creditado à elevação das vendas externas de soja em grão e das carnes in natura. O Estado ainda se encontra na terceira colocação entre os maiores exportadores do país, atrás de São Paulo (US$ 6,5 bilhões) e Minas Gerais (US$ 2,16 bilhões). Com o aumento das vendas externas dos grãos, principalmente a soja, o Rio Grande do Sul deve ultrapassar Minas em dois meses.

A recuperação das vendas para a Argentina ocorreu principalmente em máquinas agrícolas, polietileno e produtos químicos. Para os Estados Unidos, o que impulsionou as exportações foram fumo e motores, além do grão da soja no mês de abril. "A Argentina importou US$ 143,6 milhões do Rio Grande do Sul até abril, um crescimento de 200% em relação aos US$ 47 milhões dos primeiros quatro meses de 2002".


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.