CI

Soja e milho têm alta em junho: Confira

Os preços da soja brasileira no mercado interno aumentaram 2%


Os preços do milho também apresentaram uma alta de 1,5% Os preços do milho também apresentaram uma alta de 1,5% - Foto: Canva

O Rabobank Brasil acaba de divulgar o relatório de junho sobre o mercado de grãos e oleaginosas, o Brazilian G&O Monthly Update. Elaborado pela analista Marcela Marini, o estudo traz uma análise detalhada dos movimentos de preços e exportações de soja e milho no país, além de destacar as condições climáticas que impactam a produção agrícola.

Os preços da soja brasileira no mercado interno aumentaram 2% em junho em relação ao mês anterior. Este incremento foi impulsionado principalmente pelas tempestades no Rio Grande do Sul, que afetaram a oferta, e pela desvalorização do real, que tornou o produto mais competitivo para exportação. O impacto combinado desses fatores resultou em um cenário de alta para a soja no mercado interno.

Os preços do milho também apresentaram uma alta de 1,5% em junho comparado ao mês anterior. Assim como a soja, a desvalorização do real desempenhou um papel crucial na melhoria dos preços do milho. No entanto, as exportações de milho mostraram um cenário misto. Em maio, o Brasil exportou 0,4 milhão de toneladas métricas de milho, um aumento de 9% em relação a maio de 2023. No acumulado do ano, entretanto, as exportações de milho estão 29% abaixo do ano passado. Este declínio se deve, em parte, à safra recorde dos Estados Unidos e à produção aumentada na Argentina, que ofereceram alternativas mais baratas ao mercado global.

As exportações de soja atingiram 13,5 milhões de toneladas métricas em junho, uma queda de 14% em relação a maio de 2023. Apesar dessa redução mensal, o acumulado anual mostra um aumento de 2% em relação ao ano passado, mesmo com uma produção menor esperada para a temporada 2023/24. Este dado reflete um mercado que, embora tenha enfrentado desafios no curto prazo, mantém um desempenho robusto ao longo do ano.

O clima seco na maioria das áreas produtoras de safrinha tem favorecido a colheita, mas não sem desafios. O Rabobank estima que a safra total de milho será de 123 milhões de toneladas métricas, 12 milhões de toneladas métricas abaixo da safra do ano passado. Este déficit significativo pode impactar tanto o mercado interno quanto as exportações nos próximos meses.

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.