Recorde

Soja é recorde em produção e exportação

Equipe do projeto técnico-jornalístico apresenta balanço da temporada durante a Expo Londrina
Por:
59 acessos

A safra de soja brasileira superou as adversidades climáticas e estabeleceu recorde absoluto, com 115 milhões de toneladas. O número, apurado pela Expedição Safra ao final do ciclo, confirma a projeção inicial feita pelo projeto ainda em outubro do ano passado, quando a temporada 2017/18 estava na fase de plantio. No ambiente internacional, o resultado também é positivo. Favorecido pela relação cambial e a quebra na produção da Argentina, o país deve alcançar a marca de 69,20 milhões de toneladas de soja exportadas.

“Estamos concluindo uma safra surpreendente. O mercado não tinha previsão acima de 110 milhões de toneladas de soja, mas a Expedição Safra já fazia uma leitura diferente desde o começo do ciclo. Os números se consolidaram e devemos chegar à marca prevista, de 115 milhões de toneladas”, destaca o gerente do Núcleo de Agronegócio Gazeta do Povo e coordenador da Expedição Safra, Giovani Ferreira. Nesta sexta-feira (06), a equipe do projeto apresenta os resultados dos roteiros de campo durante a Expo Londrina. O evento ocorre no auditório Milton Alcover, no parque de exposições, às 9h.

Os resultados positivos, no entanto, não estão apenas no campo. Segundo Ferreira, o mercado global também favorece o desempenho da safra brasileira. “Nosso produto está extremamente atrativo. Seja pela quebra na safra da Argentina, que registra perdas acima de 20 milhões de toneladas de soja, ou pelo câmbio. O Brasil colhe uma safra que amplia e consolida sua posição no ambiente internacional, mas é preciso seguir buscando novos espaços”, enfatiza.

Para o presidente executivo da SPRO IT Solutions, Almir Meinerz, o ganho de desempenho nos próximos anos depende de tecnologia e informação especializada. “A produtividade precisa crescer não só no campo, mas também no mercado. Precisamos ganhar competitividade em armazenamento, transporte e distribuição. Para isso, é preciso entender que tecnologia é um investimento e não um custo. Por meio dela, conseguimos gerar dados e, destes, transformá-los em informações relevantes para tomada de decisões estratégicas em tempo real, que refletem na rentabilidade e no desempenho das propriedades e da agroindústria”.

Paraná

Dentro do Paraná, a Expedição Safra aponta crescimento de 3,62% na produção de soja, totalizando 20,60 milhões de toneladas da oleaginosa. Somada à produção de milho (verão e safrinha), trigo e cereais de inverno, a safra de grãos paranaense deve superar 39 milhões de toneladas. Segundo o chefe do Departamento de Economia Rural da Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento (Seab), Francisco Simioni, a confirmação desses números consolida a temporada 2017/18 como a melhor dos últimos quatro ciclos. “O crescimento nos momentos de desafios é fundamental. O agronegócio paranaense busca manter-se forte, capacitado e olhando para frente, superando as dificuldades e verticalizando a produção, para reduzir custos, sem contudo, perder o olhar na qualidade”, completa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink