Soja enfrenta problemas de armazenagem no Sul

MERCADO FÍSICO

Soja enfrenta problemas de armazenagem no Sul

Players do RS expressam “desespero" para conseguir cota nos armazéns do porto de Rio Grande
Por: -Leonardo Gottems
701 acessos

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quinta-feira (04.04) com preços médios da soja sobre rodas nos portos do Sul fechando em alta de 0,90%, a R$ 77,95/saca, elevando para 0,31% os ganhos em abril. 

“Esta alta ocorreu apesar da queda de 0,55% no câmbio, que costuma ter mais influência que Chicago, que fechou em alta de 0,86%. No interior o preço médio também subiu 0,87% para R$ 72,90/saca, elevando os ganhos de abril para 0,56%”, aponta o analista de mercado Luiz Fernando Pacheco, da T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com o especialista, diversos players de soja no estado do Rio Grande do Sul (incluindo tradings e indústrias) expressaram um “desespero para conseguir cota nos armazéns do porto de Rio Grande”. Segundo Pacheco, este “desespero” tem duas origens: o aumento substancial da produção de soja no estado sem o consequente aumento da capacidade de armazenagem, e a redução na demanda de exportação de soja do país. 

“‘Os embarques deste ano parece que estão mais lentos do que nos anos anteriores’, nos disse um executivo que tem armazém em Rio Grande. De fato, há matérias sobre a provável redução de 3,0 MT no volume de exportação de soja brasileira na atual temporada e o aumento de 1,15 MT nas estimativas de produção desta safra, devido à melhora de última hora do clima”, explica.

No mercado internacional, o abate de mais de um milhão de cabeças de suínos na China reduziu a demanda internacional de soja a níveis mais baixos do que os últimos dois anos. “Isto preocupa os analistas do setor, porque pode se refletir em preços menores para os agricultores no interior”, conclui Pacheco.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink