Soja mantém ganhos no Brasil
CME MILHO (SET/20) US$ 3,076 (-1,22%)
| Dólar (compra) R$ 5,41 (1,29%)

Imagem: Marcel Oliveira

MERCADO BRASIL

Soja mantém ganhos no Brasil

As exportações da oleaginosa continuam extremamente aceleradas
Por: -Leonardo Gottems
381 acessos

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a terça-feira (07.07) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação subindo 0,06% nos portos, para R$ 115,90/saca (contra R$ 115,83/saca do dia anterior). Com isto o ganho acumulado nos portos neste mês ficou em 0,50%.

A T&F Consultoria Agroeconômica aponta que no Rio Grande do Sul os preços da soja disponível sobre rodas no porto gaúcho de Rio Grande subiram mais 1,50 reais/saca, fechando o dia a R$ 119,00, para pagamento em agosto contra R$ 117,50 do dia anterior. Soja futura, para pagamento no final de maio de 2021 foi cotada a R$ 109,00 no porto. Já no interior a disputa entre exportadores e indústria fez os preços subirem um pouco mais 1,50 reais/saca em Cruz Alta, para R$ 115,50, contra R$ 114,00 do dia anterior, dois reais para Ijuí para R$ 115,50 e um real e meio para R$ 115,00 em Passo Fundo.

No Paraná, para os agricultores o mercado de balcão mantiveram o ganho do dia anterior em R$ 98,00/saca, na região dos Campos Gerais: “Na mesma região, no mercado de lotes, as indicações foram de R$ 114,00, FOB Ponta Grossa, para entrega setembro e pagamento no final de setembro. Já no interior da região dos Campos Gerais, a indicação permaneceu inalterada em R$ 112,00 para entrega e pagamento final de agosto.

“Os trituradores chineses de soja continuaram a comprar os embarques de soja para setembro e outubro dos EUA e do Brasil na segunda-feira, apesar de os custos de frete para a carga do tamanho do Panamax subirem para o nível mais alto em 2020 até agora. Os trituradores estatais reservaram pelo menos três cargas fora da PNW na segunda-feira para embarques entre setembro deste ano em 174-175 c/bu sobre os futuros de novembro na CFR China. Um triturador internacional contraiu um carregamento de soja brasileira em outubro em 218 c/bu sobre os futuros de novembro em base de destino”, apontaram os analistas da T&F.

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, no Brasil, as exportações da soja continuam extremamente aceleradas: “Apenas nesta última semana, 2 milhões de toneladas (MT) da oleaginosa brasileira foi embarcada para exportação; a Argentina despachou apenas 440mil tons; e os EUA 450 mil. A fila de embarques no Brasil é estimada em 71,4 MTs (somando o que já foi embarcado e a fila de espera para embarques). Além do mais, já existe um total de outras 4 milhões de toneladas vendidas para embarques futuros. Os compromissos de exportação no Brasil já são 39% acima dos totais observados em 2019”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink