Soja perde espaço para o algodão e a cana no MS

Agronegócio

Soja perde espaço para o algodão e a cana no MS

Levantamento do IBGE mostra que a área será reduzida em 177 mil hectares
Por: -Marco Antônio Gehlen
3 acessos

Os sojicultores de Mato Grosso do Sul desincorporaram pelo menos 177 mil hectares, na safra em andamento, da área cultivada com soja no Estado, o que deve impulsionar a agregação de 44,1 mil hectares ao cultivo estadual de cana-de-açúcar, e de outros 15 mil hectares à produção sul-mato-grossense de algodão herbáceo, segundo estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola divulgado ontem pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

De acordo com o prognóstico da safra 2006/2007, a área plantada com soja em MS caiu de 1,9 milhão de hectares, cultivados na safra 2005/2006, para pouco mais de 1,7 milhão de hectares nesta safra que começará a ser colhida em breve. Apesar da queda, a estimativa é que o melhor rendimento do grão neste ano possibilite aumento na produção estadual. O IBGE prevê que cada hectare possa render 2,6 mil quilos de soja neste ano, enquanto que a produtividade média foi de 2,2 mil quilos da oleaginosa no ano passado. Se for confirmada a expectativa de acréscimo no rendimento, a produção estadual de soja deve atingir 4,5 milhões de toneladas, que representarão aumento de 344,4 mil toneladas em relação as 4,1 milhões de toneladas colhidas no Estado na safra 2005/2006.

Cana

O levantamento do IBGE confirma que a retração na área da soja, tem favorecido a ampliação do cultivo de outras culturas agrícolas no Estado. A cana-de-açúcar, por exemplo, deve saltar dos 155 mil hectares, cultivados em 2005/20006, para 200 mil hectares em 2007, ou seja, área 28,34% maior. A produção de cana acompanhará o incremento do plantio e deve crescer 28,27% neste ano, passando de 12,7 milhões de toneladas no ano passado para 16 milhões de toneladas nesta safra. Segundo o prognóstico, a produtividade média da cana vai se manter estável no Estado, em 2007, na casa dos 80 mil quilos por hectare.

Algodão

A cultura do algodão herbáceo foi a segunda mais favorecida, depois da cana, com a retração na área da soja no Estado, segundo o IBGE. A expectativa é que a produção sul-mato-grossense cresça 61,6% neste ano, ultrapassando 155,7 mil toneladas de algodão. Na safra 2005/2006, o Estado produziu apenas 94,1 mil toneladas. O incremento deve-se à ampliação da área a ser cultivada com algodão em MS. No ano passado foram cultivados 29,5 mil hectares com algodão no Estado; neste ano, a área deve chegar a 44,5 mil hectares (alta de 50,85%).

O IBGE revela ainda que a produção estadual de arroz, feijão e sorgo deve crescer nesta safra, em relação à safra passada; enquanto que a produção de milho, tomate, mandioca e café vai se manter estável, em patamares semelhantes aos da última safra.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink