MERCADO FÍSICO

Soja perde preço no Brasil

O que poderia elevar o preço da soja no Brasil?
Por: -Leonardo Gottems
427 acessos

As cotações da soja tiveram na quinta-feira (01.02) um dia de perdas nos preços do mercado físico brasileiro, com influência da desvalorização nas cotações da Bolsa de Chicago (CBOT). De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, em média os preços desceram 0,24% nos portos e 0,33% no interior do País.

Segundo a T&F, o preço da soja brasileira voltou a cair fortemente pressionado pelas quedas de 0,36% do dólar e de 1,1% das cotações em Chicago, pressionado pela redução da demanda chinesa de soja e farelo. Do lado interno, as indústrias esmagadoras têm cada vem menos motivos para disputar mercadoria (elevando os preços), diante das previsões de forte aumento da produção brasileira.

O analista da T&F, Luiz Fernando Pacheco, ressaltou ainda que, nesta quinta-feira, a FCStone elevou sua estimativa para 111,1 milhões de toneladas, contra a estimativa inicial da Conab de 108 milhões de toneladas (MT), cuja última estimativa, de janeiro, já tinha aumentado para 110MT.

Segundo ele, o que poderia elevar o preço da soja no Brasil seria uma grande frustração da soja argentina primeiro semestre, cuja produção já passou de 56MT para 54MT, mas há perspectiva de que chegue a 50MT. Ou alguma quebra da safra brasileira, por conta das chuvas que ocorrem durante a colheita, que poderão deteriorar parte da produção esperada. E eventualmente algum pico do dólar durante o ano, por conta das oscilações do ano político.

“No segundo semestre, seria uma redução na produção americana, mas, pela primeira vez na história, está prevista uma área de soja maior do que a de milho nos EUA. Então, neste momento, o que se pode vislumbrar é um ano de preços relativamente baixos da soja brasileira”, completa Pacheco.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink