Soja pode atrasar milho?
CI
Imagem: Marcel Oliveira
CULTURAS

Soja pode atrasar milho?

Produtores do Mato Grosso estão atentos ao plantio da oleaginosa focando no milho
Por: -Eliza Maliszewski

O plantio de soja avançou para cerca de 54%, até o dia 30 de outubro, em Mato Grosso. Com o clima seco no início da janela os produtores correm para concluir a semeadura de forma que não interfira no milho, que vem na sequência.

Segundo o Instituto Mato-Grossense de Economia Aplicada (Imea) são muitos os fatores que podem afetar o desempenho de uma cultura, em especial a janela ideal de plantio e as precipitações de chuva, que chamam a atenção do produtor para o melhor alcance nas produtividades. 

Quando observada a evolução da semeadura nas safras de milho anteriores é visto que o atraso no plantio do cereal pode estar correlacionado com a produtividade. Exemplo disto é a safra 18/19, que iniciou o plantio dentro da janela ideal, e consequentemente apresentou um rendimento recorde de 110,9 sc/ha, valor superior em relação às safras 17/18 e 19/20, com 99,55 sc/ha e 109,02 sc/ha, que tiveram a semeadura mais tardia, respectivamente. 

“Com isto, o atual cenário de atraso na semeadura da soja está sendo um fator relevante para a safra futura de milho em Mato Grosso, já que no mesmo período do ano passado a soja havia sido semeada em 81,60%, contra 53,90% da atual temporada”, destaca o boletim.

Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) o estado estima plantar 42 mil hectares de milho na primeira safra;  5,4 milhões de hectares na segunda safra; o estado não planta terceira safra. A produção da primeira safra é estimada em 327 mil toneladas e na segunda cerca de 34,3 milhões de toneladas.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink