Soja pode ir à China com preços menores
CI
Agronegócio

Soja pode ir à China com preços menores

Por:
A própria China pode adquirir os 2 milhões de toneladas de soja dos contratos cancelados pela trading chinesa Sunrise. Na opinião de tradings brasileiras, a colocação do produto poderá ocorrer através de novos contratos firmados com o país asiático, de valor inferior. 


De acordo com Paulo Molinari, consultor da Safras & Mercado, o movimento das tradings em direção a outro mercado, quando há cancelamento de contrato, é normal. "O natural é que se busque vender a soja a outros, mas, se houver possibilidade, pode ser assinado um novo contrato com a própria China", acredita.

De acordo com um trader, que não quis se identificar, "as tradings internacionais estão assumindo os custos e as multas gerados pelos atrasos na liberação dos navios nos portos brasileiros, mas devem tentar compensar o custo adicional pagando menos aos produtores pela soja". "Por isso o mercado está paralisado: ninguém está comprando ou vendendo", disse o trader.

Outro especialista afirmou que se o problema tivesse ocorrido em outro país, como a Alemanha, que respeita as convenções do mercado internacional, poderia haver até uma ação judicial contra a suspensão dos contratos. "No entanto, provavelmente a China não acataria uma ordem jurídica internacional de respeito aos contratos", disse.


Pressão sobre o mercado

Para Liones Severo, da Sim Consult, de Porto Alegre (RS), a China não cancelou contratos de compra de soja. "Nestes últimos dias muitos veículos da mídia brasileira se concentraram na notícia do cancelamento de 2 milhões de toneladas pela China, que verdadeiramente não foi o "país China" a que todos se referiram, mas uma trading chinesa, e que muito provavelmente não passou de um ensaio provocativo que nunca foi confirmado, tampouco ofereceu qualquer correspondência em negócios de soja brasileira física, porque supostamente ofereceria uma certa mudança na mobilidade dos negócios por alguns dias." Na sua opinião, "os negociadores chineses não têm interesse em cancelar negócios de soja em qualquer parte porque seria muito arriscado depredar a produção que os abastece. Entretanto, muitas informações sobre a China são fabricadas para criar instabilidade nos mercados agrícolas."

Estoques baixos

Os estoques chineses de soja estão em níveis baixos, problema que vem sendo intensificado pela recente decisão do país de cancelar pedidos de importação, e as compras externas em maio devem ser menores do que o necessário, disse nesta terça-feira a consultoria Oil World, sediada em Hamburgo, na Alemanha.

"Os estoques chineses de soja importada caíram severamente nos últimos três a cinco meses e continuam em nível indesejavelmente baixo também em março ou abril, devido aos atrasos nos embarques na América do Sul, pelo menos no momento", disse a Oil World.


"Os embarques de soja dos EUA e da América do Sul em março serão novamente abaixo das necessidades da China. Em outras palavras, neste momento os importadores chineses não conseguem obter o que compraram." Os preços da soja em Chicago vêm caindo na última semana, em parte devido à menor procura por estoques dos EUA e à grande safra brasileira que começa a chegar ao mercado global.

Mas, se, por um lado, a capacidade limitada de movimentação dos portos brasileiros dificulta as exportações e causa atrasos, por outro, compradores chineses têm poucas opções a não ser aceitar a lentidão dos embarques no Brasil, disse a Oil World.

"Os chineses sabem muito bem como influenciar o mercado", disse a Oil World. "Eles fizeram anúncios de cancelamento de compra de soja assim como da deterioração da margem de lucro na indústria nacional de suínos, o que pode desacelerar os esmagamentos, e por consequência, as necessidades de soja." Isso contribuiu para uma mudança de percepção nos mercados futuros, ajudando a criar fraqueza, disse a Oil World.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.