MERCADO FÍSICO

Soja sobe no interior por demanda da indústria

Tradings estão alongadas até julho e não se interessam por negócios spot para exportação
Por: -Leonardo Gottems
288 acessos

As cotações da soja tiveram nesta terça-feira (08.05) um dia de comportamentos mistos no mercado físico brasileiro, influenciadas pelas altas de 0,45% do Dólar e de 0,86% nas cotações em Chicago. De acordo com os índices do Cepea, em média os preços desceram 0,24% nos portos e subiram 0,47% no interior do País.

Segundo o analista Luiz Fernando Pacheco, da T&F Consultoria Agroeconômica, isso ocorre porque as Tradings estão alongadas até julho e não se interessam por negócios spot para exportação: “No mercado interno, porém, os preços subiram 0,47%, segundo o Cepea porque as indústrias têm boa demanda de farelo para exportação”. 

“Apesar de os preços terem subido levemente, ainda não retornaram aos seus melhores níveis do ano, andando para o lado, sugerindo boa oportunidade de vendas a curto prazo, para aproveitar os ganhos certos do mercado financeiro”, explica Pacheco. 

No RS teve negócios de R$ 88,20 no transferido a R$ 84,50 s/rodas porto. No interior preços de R$ 79,00 a 82,00/saca FOB. “Tudo depende do dia do pagamento. Difícil dar um preço padrão. A maioria das Tradings está comprando com prazo longo, com tudo que é tipo de data de pagamento e, consequentemente, de preço”, diz o analista.
 
No PR, na região de Ponta Grossa, R$ 80,00/saca balcão, R$ 83,00 spot e R$ 87,00 porto. No MS negócios bem calmos, pois os exportadores estão bem alongados nos embarques. Como os preços recuaram muito, o produtor não vende. Ideias de comprador, para carregar em julho: Dourados R$ 76,00; Maracaju R$ 74,00; Campo Grande R$ 73,00; São Gabriel R$ 72,00; Chapadão R$ 72,50. 

No MT hoje também mercado bem quieto. Preços em Rondonópolis a R$ 76,50 para soja entrega em junho, soja para indústria. A título de comparação, na semana passada ou até ontem antes da queda, o preço nesta praça era R$ 78,00 para entrega junho (indústria). 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink