Soja supera todas as safras de grãos em Minas Gerais


Agronegócio

Soja supera todas as safras de grãos em Minas Gerais

Por: -Admin
1 acessos

O estimado aumento na produção e na área plantada de soja em Minas Gerais, que este ano deve atingir 2 milhões de toneladas colhidas em 792 mil hectares, será o maior apresentado dentre todas as demais safras de grãos no Estado. De acordo com levantamentos realizados por técnicos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), relativos à primeira quinzena de fevereiro, o segmento poderá crescer cerca de 10,4% em território plantado e 8,5% na colheita quando comparados ao total do ano passado. "A expectativa é essa, já que teremos uma expansão no território plantado em função da boa comercialização da última colheita e das perspectivas favoráveis de preço", explica Flávio Antônio, coordenador da Área de Safras da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG).

As culturas de milho e sorgo também devem mostrar ascensão nos dois quesitos. O primeiro atingirá uma área cultivada de 1,24 milhões de hectares e 5,0 milhões de toneladas (aumento de 3,3% e 4,4%, respectivamente), enquanto o segundo deve crescer 1,0% em relação ao território plantado (33mil hectares) e 1,4% na produção de grãos (61 mil toneladas). As demais deverão apresentar reduções em relação ao ano passado, salvo a colheita de feijão e mamona, as quais estima-se um crescimento na produção mas uma pequena diminuição na área plantada.

De uma maneira geral, no entanto, a safra de grãos em Minas Gerais tende a apresentar um crescimento de 3,3% no total da área plantada e de 5,0% na produção. "Isso se deve à importância relativa ao crescimento do milho e da soja, os mais importantes no Estado atualmente", garante Flávio Antônio. "A redução apresentada nas outras culturas, são compensadas, equilibrando-se os números e não deixando a produção fechar o ano negativa", acrescenta. Estimativas do Grupo de Coordenação de Estatísticas de Minas Gerais (GCEA - MG), composto por representantes do IBGE, Secretaria de Agricultura, Emater-MG, IMA, Epamig, Faemg, Fundação João Pinheiro, Ministério da Agricultura, Conab e Banco do Brasil, divulgadas em fevereiro, estimam que nos 2,6 milhões de hectares da safra 2003 sejam colhidas quase 8 milhões de toneladas de grãos

Empregos

O aumento na área de plantação da soja, além de melhorar a economia agropecuária de Minas Gerais, gerará mais empregos diretos se comparado ao ano passado. Segundo dados da própria Emater, com o aumento do número de hectares plantados (crescimento de 74.541 em relação a 2001/2002), surgirão cerca de 7.400 vagas para trabalho no campo. "A soja gera 0,1 empregos a cada hectar plantado, ou seja, analisando o crescimento do território cultivado, obtem-se o número de empregos que serão disponibilizados", explica Luiz Gonzaga, coordenador técnico da entidade. "A soja não é a cultura que mais gera empregos pois atualmente seu cultivo está maquinizado e a mão de obra não é tão necessária. É o mesmo caso do milho, mas neste, o crescimento da área não foi tão significativo", acrescenta.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink