ANÁLISE AGROLINK

Soja volta a cair em Chicago

Apenas a demanda segura quedas ainda maiores
Por: -Leonardo Gottems
55 acessos

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na quinta-feira (26.10) baixa de 3,75 centavos de Dólar no contrato de Janeiro/18, fechando em US$ 9,825 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 3,75 e 4,25 pontos.

Após um dia de estabilidade, o mercado norte-americano da soja voltou a registrar perdas nas principais cotações dos futuros. A medida que a colheita chega ao final nos Estados Unidos, apenas a demanda segura quedas ainda maiores em Chicago. 

“A CBOT hoje reagiu de maneira variada (em altas e baixas) com as vendas de exportação semanais acima do esperado pelo Mercado. Os contratos semanais na soja dos Estados Unidos vieram 200 mil toneladas superior ao mesmo período de 2016. O total de 2,12 MT de soja vendida no papel, nesta semana, colocou até um certo suporte nas cotações da oleaginosa, nesta manhã. Entretanto, a falta de novidades especuláveis no Mercado pressionou a CBOT, fechando em baixa”, aponta a Consultoria AgResource.

Os analistas apontam que o ritmo de embarques da soja física norte-americana continua aquecido, com 2,5 MT da soja embarcada entre 12 e 19 de outubro: “Nós da AgResource, ARC, suspeitamos que os importadores mundiais estão optando por estratégias de curto prazo ou da ‘mão-para-boca’, onde novas compras só são adicionadas para suprir necessidades de uso das próximas 2-3 semanas. Nossos contatos na China nos alertam que a gigante asiática ainda não comprou toda a soja necessária para o esmagamento de novembro, e que novas importações seriam adicionadas no curto-prazo”.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink