Sojicultor do RS recorre à Justiça para plantar

Agronegócio

Sojicultor do RS recorre à Justiça para plantar

Sojicultores do entorno da Floresta Nacional de Passo Fundo (RS) entrarão com ações para garantir o plantio de transgênicos
Por: -Redação
1 acessos

Parte do grupo de 80 sojicultores do entorno da Floresta Nacional de Passo Fundo (RS) que não foram beneficiados com a redução de limites para o cultivo de soja transgênica nas proximidades das unidades de conservação está entrando com ações judiciais para garantir o direito ao plantio na safra 2006/07. Na última sexta-feira (10-11), o advogado do Associação do Profloma, Ioberto Banunas, ingressou com quatro mandados de segurança na Justiça Federal de Passo Fundo. O decreto 5.950 permite o cultivo da soja tolerante ao glifosato desde que cultivada a uma distância de 500 metros do perímetro das unidades de conservação. A distância anterior era de 10 km.

Os sojicultores alegam que, se o plano de manejo autoriza a derrubada de araucárias e a existência de espécie exótica na floresta, não há porque barrar a soja transgênica. Por que não é possível plantar soja transgênica próximo de floresta composta por pinus SP e em que estão cortando Araucária? questiona o advogado, lembrando o impacto dessas ações ao meio ambiente.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink