Sojicultores devem monitorar lavouras com fim do Vazio Sanitário

Agronegócio

Sojicultores devem monitorar lavouras com fim do Vazio Sanitário

A doença vem causando prejuízos a cada safra, sendo que nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul os danos foram mais intensos que em outros estados
Por:
341 acessos
Desde segunda-feira (03-10) está liberada a semeadura de soja no Mato Grosso do Sul. O Vazio Sanitário imposto pela Iagro desde o dia 01 de julho deste ano determinava que os produtores do Estado estavam impedidos de plantar ou manter plantas de soja da safra 2005/06 nas propriedades para evitar a propagação da ferrugem da soja (Phakopsora pachyrhizi Sydow). A doença vem causando prejuízos a cada safra, sendo que nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul os danos foram mais intensos que em outros estados. Estima-se que na safra passada os prejuízos tenham superado R$ 2 bilhões. A Embrapa divulgou este ano a lista dos produtos registrados e que foram submetidos à rede de ensaios promovidos todos os anos por várias entidades de pesquisas, visando auxiliar a assistência técnica no combate a esta doença. O último mapa da
Ferrugem Asiática mostra que a doença está presente na maioria das regiões produtoras do Brasil. O controle mais eficiente ainda é o preventivo, sendo recomendado vistorias freqüentes nas lavouras para identificar possíveis focos. Devido ao alto poder infeccioso e alastramento, as aplicações de fungicidas precisam ser feitas logo após a identificação dos sintomas nas folhas. O sistema
Agrolinkfito hoje supera mais de mil defensivos agrícolas, com registro de todos os produtos liberados e aprovados para controle da doença. - Para saber as novidades sobre a ferrugem, acesse Ferrugem Asiática.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink