Sojicultores replantaram 10% das lavouras em SP, aponta Aprosoja
CI
Imagem: Marcel Oliveira
SOJA

Sojicultores replantaram 10% das lavouras em SP, aponta Aprosoja

Soja aquecida no mercado, porém resultou em aumento de área 
Por: -Lucas Rivas

Em função da falta de chuvas, os produtores de soja em São Paulo tiveram que replantar cerca de 10% das lavouras no estado. Devido à seca, a produção em 2021 também deve resultar em uma queda de 10%, em relação as projeções passadas. Contudo, os bons preços ofertados pela oleaginosa, no fim do segundo semestre, levaram os sojicultores a expandirem a área cultivada e apostarem em melhores tecnologias, destacou o presidente da Aprosoja de São Paulo, Gustavo Chavaglia.

“Devido a irregularidade de chuvas, acreditemos que 10% das lavouras serão prejudicadas no futuro. Com relação a preço, fechamos com uma média em torno de R$ 130 a saca, fazendo com que o produtor aumentasse a área e investisse mais em tecnologia. O preço foi o grande balizador para ‘startar’ o aumento de produção em relação a área plantada. Esperamos que São Paulo colha algo em torno de 4 milhões de toneladas”, afirmou em entrevista ao Agrolink.

Nesta semana, a saca de 60 quilos chegou a ser vendida por R$ 154,64 em Itapeva. Em outras cidades, cotação do grão também bateu a casa dos R$ 150.

Para safra 2021, São Paulo reservou 1.162 milhão de hectares para o cultivo da soja, aumento de 4,7% em comparação ao ciclo passado. De acordo com dados da Conab, a produção no estado pode chegar a 4.041 milhões de toneladas, alta de 2% ante a safra passada. 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink