Solo queimado é mais resistente à biodegradação

DESCOBERTA

Solo queimado é mais resistente à biodegradação

“Esse trabalho nos permitiu obter um volume muito alto de dados"
Por: -Leonardo Gottems
756 acessos

Um estudo realizado por especialistas do Museu Nacional de Ciências Naturais do Conselho Superior de Investigações Científicas da Espanha (MNCN-CSIC) descobriram que a matéria orgânica de solos queimados se torna mais resistente à biodegradação. Eles analisaram pela primeira vez os efeitos do fogo em mais de 7.500 componentes da matéria orgânica do solo. 

Os resultados confirmam que um dos efeitos dos incêndios é que a complexidade da estrutura da matéria orgânica aumenta, o que pode se traduzir em maior resistência à biodegradação. A longo prazo, isso poderia contribuir para o aumento do teor de carbono armazenado nos solos. 

Neste estudo, áreas inalteradas de florestas de pinheiros e sobreiros do Parque Nacional de Doñana são comparadas com outras afetadas por incêndios, para caracterizar a estrutura molecular da matéria orgânica nos solos e identificar as alterações produzidas pelo fogo. De acordo com Gonzalo Almendros, um dos pesquisadores envolvidos no estudo, a pesquisa teve uma importância bastante significativa. 

“Esse trabalho nos permitiu obter um volume muito alto de dados que, por um lado, confirmam estudos anteriores sobre a estrutura da matéria orgânica dos solos afetados pelo fogo. Por outro lado, eles abrem a possibilidade de testar novos tratamentos para analisar quantitativamente moléculas que refletem sua composição diferentes comunidades de organismos que se desenvolvem em solos", indica. 

Segundo o cientista Jiménez Morillo, "essas técnicas nos permitiram realizar uma análise muito detalhada da evolução molecular da matéria orgânica do solo, facilitando o estudo dos efeitos imediatos do fogo, ou de outros agentes externos que atuam subsequentemente, como a erosão ou a invasão pelo matagal.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink