SP estuda medidas para estimular cogeração de energia por biomassa
CI
Agronegócio

SP estuda medidas para estimular cogeração de energia por biomassa

Informação é do secretário de Energia do Estado
Por:
O governo de São Paulo estuda ampliar medidas para incentivar o investimento na cogeração de energia a partir da biomassa da cana, como forma de reforçar a oferta de energia, disse o secretário de Energia do Estado.

"Temos conversado com o setor de cogeração, que precisa de sistemas de conexão. Estamos estudando para eventualmente ampliar estes incentivos, ou seja, fazer o necessário para elevar os investimentos neste setor", disse a jornalistas o secretário José Aníbal, sem dar detalhes.

Ele observou que atualmente São Paulo conta com 4.500 megawatt de cogeração de energia a partir da biomassa, dos quais cerca de 1.000 MW são "exportados" para a rede, ou seja, comercializados externamente pelas usinas de cana.

"A expectativa é que se possa dobrar isso num período de três ou quatro anos, no máximo", disse, explicando que é preciso mais investimentos.

Ele acrescentou que mais de cem usinas, das quase 200 de São Paulo, não fizeram modernização dos equipamentos.

"Quando o fizerem, vão gerar 4 ou 5 vezes mais energia do que geram hoje, portanto, haverá um excedente para exportação. E isso é muito importante neste momento em que a energia demanda soluções inovadoras", disse Aníbal.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.