SP inicia a segunda fase do monitoramento soroepidemiológico

Agronegócio

SP inicia a segunda fase do monitoramento soroepidemiológico

Foram coletadas 1.073 amostras que serão encaminhadas ao Lanagro, de Porto Alegre (RS) para processamento
Por:
443 acessos
A Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por meio de sua Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) realiza a segunda fase do monitoramento soroepidemiológico para detecção da atividade viral para a febre aftosa no estado de São Paulo.

O monitoramento anual é realizado sob a coordenação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Na primeira etapa, realizada durante o mês de fevereiro, foi coletado soro sangüíneo em 114 propriedades de 92 municípios, num total de 3.745 amostras. Após o resultado laboratorial, foram excluídas da triagem 85 propriedades que não apresentaram reação.


Na segunda fase, realizada na primeira semana de abril, será pesquisada a atividade viral em 29 propriedades, localizadas em 26 municípios. Foram coletadas 1.073 amostras que serão encaminhadas ao Lanagro, de Porto Alegre (RS) para processamento.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink