SP quer regulamentar drones na agricultura
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,696 (-2,27%)
| Dólar (compra) R$ 5,40 (0,44%)

Imagem: Marcel Oliveira

TECNOLOGIA

SP quer regulamentar drones na agricultura

Estado e entidades buscam políticas para regular atividade
Por: -Eliza Maliszewski
472 acessos

O uso de drones na agricultura cresce exponencialmente. O mercado global de drones agrícolas deverá crescer para US$5,19 bilhões até 2025. São Paulo é um dos estados onde o uso do equipamento mais cresce e já líder no país em culturas como cana-de-açúcar, citrus e outras culturas, já tendo ultrapassado 1 milhão de hectares tratados.

Os drones servem para analisar a plantação e detectar pragas e doenças, falhas de plantio, excesso de irrigação, entre outros. São aliados a softwares para análise das imagens captadas.

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado vai propor ações para o desenvolvimento de um ambiente regulatório e de negócios para o uso de drones para pulverização de lavouras. Um grupo técnico entre governo e diversas entidades vai estudar e elaborar as diretrizes para as futuras ações.

O objetivo é criar regras que não restrinjam o serviço mas que sirvam de aperfeiçoamento da atividade em lavouras paulistas para maior eficiência.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink