Sprintvac, a vacina da Merial contra Pneumonia Enzoótica Suína

Agronegócio

Sprintvac, a vacina da Merial contra Pneumonia Enzoótica Suína

Sprintvac® é formulada à base de antígeno de Mycoplasma hyopneumoniae inativado e adicionado de Immuneasy®, adjuvante especial para induzir imunidade de longa duração
Por: -Janice
305 acessos

A Merial Saúde Animal está colocando no mercado a vacina Sprintvac®, para prevenção da Pneumonia Enzoótica Suína. Bastante contagiosa, esta doença se caracteriza por uma broncopneumonia catarral que, clinicamente, se manifesta por tosse seca, atraso no ganho de peso, mortalidade e complicações broncopulmonares, gerando significativas perdas econômicas por redução da conversão alimentar e queda do ganho de peso.

Sprintvac® é formulada à base de antígeno de Mycoplasma hyopneumoniae (agente etiológico da doença) inativado e adicionado de Immuneasy®, adjuvante especial para induzir imunidade de longa duração.

A vacina aumenta de maneira significativa a resposta do organismo dos suínos à pneumonia enzoótica, de modo a contribuir com o bem-estar dos animais e a produtividade do plantel. A vacina proporciona imunidade efetiva que perdura por 175 dias, refletindo-se, assim, em forma eficaz de controlar a doença com uma única dose.

Além da proteção dos suínos, outros benefícios observados a partir da utilização de Sprintvac® são a melhoria do ganho de peso do animal e diminuição de lesões pulmonares. Em geral, a vacina deve ser aplicada com uma dose a partir da terceira semana de vida do suíno, podendo ser antecipada em até sete dias. Sua aplicação deve ser de forma intramuscular na dose de 2 ml.

“Diante de um mercado cada vez mais exigente e competitivo, o suinocultor deve atentar para a importância da vacinação preventiva como forma de evitar prejuízos de diversos gêneros. As infecções por micoplasma são frequentes em todas as regiões onde há criação de suínos. Sem dúvida, os benefícios suprem os investimentos”, analisa Edson Luiz Bordin, gerente técnico da Merial Saúde Animal.

O lançamento de Sprintvac® faz parte da estratégia da Merial de oferecer aos suinocultores soluções eficientes para a sanidade do plantel e, conseqüentemente, contribuir com o desenvolvimento da atividade. Recentemente, a empresa conquistou no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) a autorização para o uso da vacina Circovac® diretamente em leitões. O produto, lançado em 2007, foi a primeira vacina industrial contra a circovirose suína, doença imunossupressora considerada o principal desafio da suinocultura moderna.

Sobre a Pneumonia Enzoótica: A infecção por Mycoplasma hyopneumoniae restringe-se ao sistema respiratório do suíno. A transmissão ocorre por contato com as secreções do aparelho respiratório e por meio de aerossóis, eliminados durante a tosse. A fonte de infecção mais comum é a fêmea, que transmite a doença à leitegada logo após o nascimento. Suínos de todas as idades são vulneráveis à pneumonia enzoótica, porém os mais velhos desenvolvem certa imunidade. Assim, a forma clínica da doença é mais comum nos animais em crescimento e terminação.

O primeiro sinal da doença é a tosse seca e crônica, facilmente observada quando os animais são submetidos a algum esforço. Em alguns casos, ocorre corrimento nasal mucoso e, posteriormente, observam-se animais com pouco desenvolvimento, pelos arrepiados e sem brilho, sendo comum a diferença de peso entre leitões da mesma idade. As informações são da assessoria de imprensa da Merial Saúde Animal.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink