Stephanes garante recursos para comercialização de trigo
CI
Agronegócio

Stephanes garante recursos para comercialização de trigo

O governo destinará cerca de R$ 600 milhões ao setor para o custeio da safra
Por:

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, afirmou nesta quinta-feira (29-03) que o governo apoiará a comercialização de trigo na quantidade que for necessária para garantir o preço mínimo ao produtor. De acordo com ele, o apoio será feito por intermédio de Aquisições do Governo Federal (AGF) e Opção Pública e equalização de preços por meio do Prêmio de Escoamento de Produto (PEP), Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro) e de outros instrumentos. “Vamos assegurar a renda dos triticultores”, disse Stephanes.

Ele informou também que o governo garantirá o preço mínimo de R$ 400 por tonelada para o trigo pão tipo 1 no Sul do País e de R$ 450 por tonelada no Centro-Oeste, Sudeste e Bahia. “O preço mínimo aprovado hoje (29/03) pelo Conselho Monetário Nacional, o CMN, é compatível com o custo variável da produção, que inclui gastos com máquinas, insumos, mão-de-obra temporária e juros sobre o capital”, ressaltou o ministro da Agricultura.

Stephanes lembrou ainda que o Governo Federal apoiou a comercialização de 1,35 milhão de toneladas de trigo em 2005, de um total de 5,8 milhões de toneladas colhidas. Em 2006, deu apoio para a sustentação de preço de 1,36 milhão de toneladas, representando 28% da safra.

Custeio - O Governo Federal destinará cerca de R$ 600 milhões ao setor tritícola para o custeio da safra neste ano, revelou Stephanes. “Há, inclusive, a possibilidade de elevação desse montante no orçamento, dependendo da demanda dos produtores”, enfatizou.

Neste ano, pela primeira vez, a safra de trigo terá o seguro rural subvencionado pelo Governo Federal, destacou Stephanes. O Ministério da Agricultura destinou R$ 20 milhões para o pagamento de subvenção do prêmio às culturas de inverno. No caso do trigo, o governo arcará com 60% do valor total do seguro, e o limite será de R$ 32 mil por produtor.

“A subvenção do prêmio do seguro rural para o trigo é uma medida de extrema importância, pois ajudará a garantir a renda dos produtores mesmo que venham a enfrentar adversidades climáticas ou outras situações inesperadas”, observou Stephanes. “Mas torcemos para que não ocorra nenhum problema climático ou qualquer outro fenômeno que venha a prejudicar o trigo, além de outros produtos da safra de inverno.”


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink