Subsídio estatal à soja 2006/07 não vale a pena

Agronegócio

Subsídio estatal à soja 2006/07 não vale a pena

Os resultados do primeiro leilão mostram que o prêmio está abaixo dos preços
Por: -Fabiana Batista
1 acessos

Os resultados do primeiro leilão de subsídios à soja da safra 2006/07 mostram que o prêmio do governo não está valendo à pena frente aos preços internacionais da commodity mais altos. Ontem, das 4 milhões de toneladas ofertadas nos leilões de subvenção do governo, cerca de 680 mil toneladas foram negociadas - apenas 17%.

A quantidade é considerada significativa para o diretor de Comercialização da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Maria dos Anjos. Segundo ele, está mantida a programação dos leilões de janeiro. Mas, na avaliação de especialistas, a adesão foi baixa e já era esperada, visto que o mercado físico melhorou e há indicativos de que o preço da soja continue subindo.

De acordo com o diretor da consultoria Céleres, Anderson Galvão, não é compensatório para a maior parte do País aderir ao prêmio. " Não tem sentido o agricultor pagar um prêmio para vender a produção, sendo que os preços estão próximos ou superiores aos valores praticados no leilão", explica.

No caso da modalidade de prêmio ao produtor (o Prop), foram ofertados 13 lotes, em 12 estados, dos quais apenas dois lotes tiveram adesão, ambos de Mato Grosso. No Norte daquele estado a saca da soja vale entre R$ 23 e R$ 25, próximo do preço de referência do leilão para essa região (R$ 22,50 a saca). Em outros estados, essa condição é ainda mais desvantajosa. Em Rio Verde (GO), a saca de soja está em R$ 29, na Bahia em R$ 30, e em Mato Grosso do Sul a R$ 28,50.

Com entrega prevista para novembro deste ano, os contratos fechados no leilão podem ficar ainda mais desvantajosos se for considerada a valorização da soja prevista na Bolsa de Chicago, na avaliação de Galvão. "Os contratos da oleaginosa para novembro estão sendo fechados a 7,15 centavos por bushel, uma valorização de 9% sobre o valor atual de 6,53", compara. Além dos leilões de subvenção, foi realizado ontem leilão de venda de soja que negociou 58,85% do total de 5,6 milhões de toneladas ofertados. No próximo leilão, dia 16, serão oferecidas 1 milhão de toneladas para cada um dos instrumentos de subvenção.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink