Suíno vivo: preço evolui 17,2% no decorrer de abril, mas não cobre custo de produção
CI
Imagem: Pixabay
PECUÁRIA

Suíno vivo: preço evolui 17,2% no decorrer de abril, mas não cobre custo de produção

Os suinocultores seguem pressionando por melhores condições de venda
Por:

Os suinocultores seguem pressionando por melhores condições de comercialização para fazerem frente ao custo de produção mais elevado e que tira a sustentação da atividade que convive com preços negativos a bom tempo. O acompanhamento de preços realizado pelo SuiSite indica que em abril a cotação evoluiu até 17,2%, ficando bem acima do histórico dos últimos 12 anos, mas, bem abaixo da evolução alcançada no ano passado.

Enquanto a média histórica apresentou preço médio diário apenas 0,8% superior ao recebido na abertura do mês, no ano passado atingiu evolução máxima de 55% no período. Houvesse acompanhado a evolução obtida no mesmo período de 2021, o preço médio diário seria de R$166,60. Nesse momento, se encontra em apenas R$126,00.

Os suinocultores seguem pressionando por melhores condições de venda, mas encontra, nesse momento, compradores preocupados com o período do mês, que apresenta esmorecimento acentuado até o fechamento do mês.

Assim, somente disponibilidades mais restritas de suíno vivo terminado tendem a favorecer reajustes. No ano passado, os suinocultores conseguiram melhorar um pouco mais os preços que, depois, se sustentaram até o final de abril.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.