Suinocultor mineiro lucra com venda de carbono

Agronegócio

Suinocultor mineiro lucra com venda de carbono

Com a utilização de biodigestores, os dejetos geram renda ao produtor
Por:
41 acessos

Com a utilização de biodigestores, os dejetos da suinocultura deixam de ser problema e podem gerar renda ao produtor, com a venda de créditos de carbono. Esse fato já está sendo assimilado por um número considerável de produtores mineiros, que saem na frente na utilização do equipamento em todo o país. Segundo a AgCert do Brasil Soluções Ambientais Ltda., o Estado tem entre 40% e 50% do plantel de suínos do país beneficiados com os projetos de instalação de biodigestores realizados pela empresa. A AgCert investiu, de 2004 a 2007, cerca de R$ 90 milhões na implantação de projetos de biodigestores, sendo que desse total R$ 40 milhões estão em Minas Gerais, disse o coordenador regional da AgCert, Paulo Furtado.

De acordo com ele, no Estado existem 170 propriedades com biodigestores instalados através de projetos idealizados pela AgCert, que tem sede na Irlanda e escritório em São Paulo, desde 2004. A empresa também trabalha com projetos que incluem aterro sanitário, estação de tratamento de esgoto e coogeração de energia.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink