Suinocultores deixam de receber milho no RS

Agronegócio

Suinocultores deixam de receber milho no RS

Suinocultores são impedidos de receber milho por falta de credenciamento de armazéns da CESA
Por: -Renata
427 acessos
A escassez de milho em depósitos gaúchos vem preocupando o segmento da suinocultura, que necessita com urgência da disponibilização de mais grãos. Além da crise financeira e da recente epidemia da gripe A1H1, relacionada equivocadamente ao setor, outro sério problema passa a causar dificuldades para os produtores. Mesmo com a importante notícia da liberação de 180 mil toneladas de milho ao RS por parte da Companhia Nacional de Abastecimento(CONAB), o produto não pode chegar até o produtor pela falta de credenciamento de armazéns da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (CESA). O coordenador da Frenteagro da AL-RS, deputado Jerônimo Goergen(PP), manifestou sua preocupação com o impasse.

O presidente da Associação de Criadores de Suínos do RS(ACSURS), Valdecir Folador, defende a necessidade urgente de haver o credenciamento de depósitos da Cesa para que os agricultores possam comercializar seus estoques e garantir recursos necessários para a formação das lavouras de verão no período de entressafra.
“Precisamos de 150 mil toneladas de milho e a Conab nos oferece 180 mil, porém a burocracia impede que o produto chegue ao produtor. Existem dificuldades de armazenamento de estocagem e os armazéns da Cesa estão com problemas de credenciamento, entre eles os de Estrela, Garibaldi, Erechim, Palmeira das Missões e Santa Rosa”, diz Folador.

A Acsurs entende que para a estocagem de 60 mil toneladas haveria espaço suficiente em armazéns particulares, mas que a necessidade de milho é muito maior.

O deputado estadual Jerônimo Goergen (PP), acredita que é necessário cobrar medidas eficazes para solucionar o impasse. “É evidente que o problema vai se agravar até o final do ano se o governo estadual não regularizar seus armazéns para a estocagem de milho. É interessante antes buscarmos o entendimento, pois agora que temos o milho pela Conab, agora não temos como receber. Nesta quinta-feira foi cobrar o assunto na Comissão de Agricultura da AL-RS”,” afirma Jerônimo.

As informações são da assessoria de imprensa do deputado estadual Jerônimo Goergen.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink