Suínos: Alta pode ser freada com isenção de ICMS em SC

Agronegócio

Suínos: Alta pode ser freada com isenção de ICMS em SC

Apesar da proximidade do final do mês, as cotações do suíno vivo no mercado interno permanecem em alta
Por:
205 acessos

Apesar da proximidade do final do mês, as cotações do suíno vivo no mercado interno permanecem em alta em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea. A pouca oferta de animais em peso ideal vem ditando o ritmo do mercado, de acordo com pesquisas do Cepea. No entanto, os aumentos ocorridos principalmente em São Paulo e Minas Gerais poderão ser interrompidos a partir de setembro com a exoneração do pagamento de ICMS para suínos vivos vendidos por catarinenses para outros estados. O objetivo principal do governo é ajudar suinocultores no escoamento da produção para outros estados. A isenção será concedida também para a carne suína negociada no próprio estado (SC). A decisão do governo catarinense, anunciada no dia 24 deste mês, deve beneficiar o estado, mas pode diminuir a competitividade dos demais. A medida vigora inicialmente de 1º de setembro a final de novembro, podendo ser prorrogada por dois anos.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink