Agronegócio

Suínos/Cepea: Com exportação recorde, cotação interna do suíno segue em forte alta

As exportações brasileiras de carne suína in natura seguem intensas.
Por:
335 acessos

As exportações brasileiras de carne suína in natura seguem intensas. De janeiro a maio deste ano, o volume embarcado pelo Brasil é recorde, alcançando 247,84 mil toneladas, forte incremento de 62% em relação ao mesmo período de 2015, segundo dados da Secex. Em maio, o volume embarcado somou 55,24 mil toneladas, 4,4% a mais que em abril/16 e 35,7% superior a maio/15. Foi, também, a maior quantidade embarcada num mês de maio, considerando-se toda a série da Secex, iniciada em 1997.

Segundo pesquisadores do Cepea, esse cenário ajuda a enxugar a oferta no mercado doméstico e, consequentemente, a elevar os preços internos da carne e também do animal vivo. As cotações do animal vivo e também da carne continuam em forte reação, de acordo com dados do Cepea. No acumulado parcial do mês (de 31 de maio a 8 de junho), o animal vivo se valorizou 5,4% no estado de São Paulo. Para as carcaças, as altas foram mais contidas. Agentes consultados pelo Cepea indicam que estavam à espera de aquecimento nas vendas neste início do mês, como típico para o período, mas esse cenário ainda não foi verificado.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink