SUÍNOS/CEPEA: Menor oferta de animal terminado eleva cotação do vivo

Agronegócio

SUÍNOS/CEPEA: Menor oferta de animal terminado eleva cotação do vivo

Valor subiu 5% e passou para R$ 3,84/kg
Por:
930 acessos

No mercado interno, as cotações do suíno vivo têm subido, em decorrência principalmente da menor oferta de animais terminados comparada à demanda atual. Desde o início de julho, na região SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), o valor do suíno se elevou 5%, com a média passando para R$ 3,84/kg nessa quinta-feira (10.07). 

Impulsionadas pelas altas de preços na granja, as cotações da carne suína também têm subido neste início de julho. Quanto às exportações brasileiras de carne suína, após atingirem, em junho, o maior volume embarcado neste ano, terminaram o primeiro semestre próximas do resultado obtido no mesmo período do ano passado.

Foram 233,9 mil toneladas da carne in natura, industrializada, bem como de miúdos, enviadas ao exterior de janeiro a junho, apenas 1,8% a menos que nos seis primeiros meses de 2013 – até maio/14, os embarques acumulados no ano estavam 4% abaixo dos registrados em igual intervalo do ano passado, conforme dados da Secex. 
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink