Suínos/Cepea: Preços reagem após 12 semanas de estabilidade

Agronegócio

Suínos/Cepea: Preços reagem após 12 semanas de estabilidade

Depois de 12 semanas praticamente estáveis, os preços reagiram no mercado suinícola
Por:
262 acessos

Depois de 12 semanas praticamente estáveis, os preços reagiram no mercado suinícola. De acordo com pesquisadores do Cepea, representantes de frigoríficos reajustaram os valores pedidos a atacadistas e varejistas pela carne suína, na expectativa de que finalmente a demanda pelo consumidor se aqueça um pouco em dezembro. A liquidez ainda é baixa para esta época do ano, mas está maior que a observada nas últimas semanas.

Assim, suinocultores independentes também estão recebendo valores maiores pelo suíno vivo, cenário reforçado pela oferta restrita de animais para abate. No mercado atacadista da Grande São Paulo, entre 23 e 30 de novembro, a carcaça especial suína se valorizou 3,3%, com o quilo negociado na média de R$ 6,57 nessa quarta-feira, 30. O preço da carcaça comum subiu 4,1% no período, para R$ 6,13/kg. Quanto ao suíno vivo, houve aumento de 4,4% no preço do suíno vivo da região SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), a R$ 4,29/kg no dia 30. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink