Sumiço de abelhas pode levar a colapso mundial

Agronegócio

Sumiço de abelhas pode levar a colapso mundial

A doença misteriosa que vem provocando o sumiço de abelhas nos EUA também foi detectada na Europa, na Ásia e na América do Sul
Por:
71 acessos

A doença misteriosa que vem provocando o sumiço de abelhas no Estados Unidos também foi detectada na Europa, na Ásia e na América do Sul. Com isso, aumenta a possibilidade de um colapso mundial nas colônias desses insetos, Segundo declarou May Berenbaum, principal estudiosa de insetos da Universidade do Illinois.

O chamado Distúrbio do Colapso das Colônias foi detectado em Taiwan, no Brasil, na Espanha e em vários outros países, disse nessa terça-feira (26-06) Berenbaum durante evento realizado no Capitólio, Washington. A pesquisadora é chefe do departamento de entomologia da Universidade do Illinois.

A morte gradual das abelhas utilizadas comercialmente para polinizar pomares de amêndoas, maçãs e laranjas poderá, no futuro, afetar a produção de safras norte-americanas avaliadas em US$ 14,6 bilhões, segundo o Departamento de Agricultura dos EUA (Usda). A produção agrícola norte-americana ainda não chegou a ser prejudicada em parte devido à importação de abelhas. O colapso mundial na oferta de abelhas eliminará essa opção, acredita Berenbaum.

Morte sazonal

O diretor do Centro de Estudos de Insetos Sociais da Unesp, professor Osmar Malaspina, negou que Distúrbio do Colapso das Colônias, que afeta várias regiões dos Estados Unidos, tenha chegado ao Brasil. Segundo informou, normalmente no inverno aparecem abelhas mortas, mas é decorrente da escassez de alimentos próprios da estação.

Essa tendência geralmente pode ser contornada pelos apicultores, por meio de um manejo adequado, disse o professor. Malaspina disse que no Brasil a produção de mel só é abundante nas regiões de florestas preservadas. Em São Paulo, a população de abelhas é escassa e só pode ser observada por curto espaço de tempo, na ocasião da florada dos laranjais, disse.

Malaspina disse que permanece o mistério sobre o sumiço das abelhas nos EUA, mas não acredita que isso chegue ao País.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink