Agronegócio

Superávit da balança comercial de Mato Grosso é 29% maior que 2015

O superávit da balança comercial de Mato Grosso em 2016, até junho, superou em 29,1% o resultado obtido no primeiro semestre do ano passado.
Por:
397 acessos

O superávit da balança comercial de Mato Grosso em 2016, até junho, superou em 29,1% o resultado obtido no primeiro semestre do ano passado. As exportações registram um crescimento de 25,49%, puxadas pelo milho e soja em grão que apresentaram alta de 112,14% e 23,66%, respectivamente. Sozinha a China foi responsável por 37,88% dos embarques realizados por Mato Grosso.

No primeiro semestre de 2016 o saldo da balança comercial de Mato Grosso foi de US$ 7,562 bilhões, contra US$ 5,856 bilhões do ano passado. De janeiro a junho, as exportações somaram US$ 8,213 bilhões contra US$ 6,545 bilhões do período em 2015. Os números são do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). 

A soja em grão representa 56,70% dos embarques mato-grossenses, somando US$ 4,657 bilhões. Já o milho 14,72% dos envios, ou seja, US$ 1,208 bilhões.

Os bagaços e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja somaram US$ 858,1 milhões, retração de 0,11% ante o ano anterior. As carnes desossadas de bovinos congeladas US$ 351,08 milhões, 14,59% a menos.

Já o algodão, quinta commoditie mais embarcada por Mato Grosso, registrou uma soma de US$ 333,7 milhões, alta de 37,98%.

Importações em queda

O levantamento do Ministério revela ainda uma redução de 5,54% nas importações por parte do Estado, decréscimo de US$ 690,4 milhões para US$ 652,2 milhões. Entre os motivos para o resultado é o dólar.

Segundo o MDIC, a aquisição de colheitadeiras de algodão recuaram 37,63%, de US$ 8,457 milhões para US$ 5,274 milhões. Já g[as natural no estado gasoso 87,80%, de US$ 109,9 milhões constatados o ano passado para US$ 13,4 milhões.

Apesar de tais resultados, as importações de cloretos de potássio cresceram 10,41%, de US$ 235,1 milhões para US$ 259,6 milhões. Já a ureia com teor de nitrogênio >45% em peso 35,22% de alta e adubos/fertilizantes minerais com nitrogênio e fósforo 105,17%.

China lidera

Dos US$ 8,214 bilhões registrados em exportação por Mato Grosso, a China é responsável por 37,88%. O país asiático somou entre janeiro e junho US$ 3,111 bilhões, alta de 19,32%.

Os Países Baixos (Holanda) foram responsáveis por US$ 464,09 milhões dos embarques feitos pelo Estado, maior que os US$ 305,2 milhões de 2015.

A Indonésia adquiriu US$ 386,3 milhões em commodities, seguido do Irã com US$ 351,1 milhões e da Tailândia US$ 346,4 com milhões.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink