Agronegócio

Supervisor do Projeto Balde Cheio ministra palestra na 47ª Expoagro GV

Na manhã desta quarta-feira (13), ele participou do 2º Seminário de Pecuária Leiteira, na 47ª edição da Expoagro GV.
377 acessos

No sexto dia da Exposição Agropecuária de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, o zootecnista e supervisor do Projeto Balde Cheio no Leste de Minas Gerais e também no Vale do Jequitinhonha, Samuel Guiné de Mello Carvalho, esteve no Parque Exposições José Tavares Pereira.
 
Na manhã desta quarta-feira (13), ele participou do 2º Seminário de Pecuária Leiteira, na 47ª edição da Expoagro GV. Na ocasião, ele ministrou uma palestra sobre como avaliar e economizar misturas de ração concentrada e também falou sobre o Projeto Balde Cheio.
 
“O Balde Cheio está espalhado no Estado inteiro. Temos cerca de 3 mil fazendas atendidas. Estamos partindo agora para o 3º grande encontro, no mês de agosto, mas mesmo assim ainda existem muitos produtores que têm dúvidas de como começar o trabalho, onde encontrar os técnicos e quais são as técnicas utilizadas e, por isso, estivemos aqui para sanar essas dúvidas e divulgar algumas informações, como por exemplo, sobre a misturas de ração concentrada”, explicou Samuel Guiné.
 
Também participaram do seminário, os engenheiros agrônomos, José Avelino Santos Rodrigues e Jackson Silva e Oliveira. Prestigiaram o evento o presidente da União Ruralista Rio Doce (URRD), Cantídio Ferreira, o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Governador Valadares, Afonso Luiz Bretas e o gerente regional do Senar Minas, Ulisses Silveira Costa.
 
Balde Cheio
 
Coordenado no Estado de Minas Gerais pelo SISTEMA FAEMG, o Programa Balde Cheio promove o desenvolvimento da pecuária leiteira, transferindo tecnologia para técnicos dos serviços de extensão rural de entidades públicas e privadas, que atuam como multiplicadores em suas regiões.
 
A iniciativa consiste na adoção de técnicas de manejo de pastagem, controle zootécnico e gestão da propriedade. Pequenos produtores com pouco acesso à assistência técnica e gerencial são os mais beneficiados e relatam maior eficiência na produção de leite e, consequentemente, aumento da produtividade e dos lucros.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink