Suprimento mundial de trigo mais favorável em 2009/2010

Agronegócio

Suprimento mundial de trigo mais favorável em 2009/2010

Ao final desta safra 2008/2009 os estoques mundiais do grão foram estimados em 167 milhões t, 38% mais elevados
Por:
462 acessos

Nesta última semana, o USDA divulgou mais um relatório mensal de oferta e demanda, reafirmando estoques mundiais de trigo bem mais altos neste ano e possivelmente no próximo. Ao final desta safra 2008/2009 os estoques mundiais do grão foram estimados em 167 milhões toneladas 38% mais elevados do que no final da safra anterior. Nos EUA (maiores exportadores mundiais), os estoques finais foram contabilizados em 18 milhões toneladas (+ 118%). Mas a pressão negativa sobre o mercado externo origina-se dos números para a nova temporada 2009/2010. A produção mundial nesta temporada deverá ser menor em aproximadamente 4%. Mas pela segunda safra consecutiva, a demanda oscilará abaixo da produção, fator decisivo para um novo incremento dos estoques mundiais e norte-americanos em 2010. O USDA projeta os estoques mundiais subindo novamente a 181 milhões toneladas (+ 8%) no próximo ano. Um crescimento de cerca de 6% é projetado nos estoques norte-americanos. Suprimento, portanto, mais favorável em 2009/2010.

Os números neste novo relatório indicam a relação estoques/demanda em termos mundiais subindo a 23,6% em 2009/2010, contra 21,7% em 2008/2009 e 16,5% em 2007/2008. Nos EUA esta relação é projetada em 32,3% em 2009/2010, contra 29,5% em 2008/2009 e 13,2% em 2007/2008. Com isso, os preços do trigo na Bolsa de Chicago oscilam neste mês nos menores níveis desde junho de 2007.

Se depender exclusivamente do mercado norte-americano, o futuro continua bastante desfavorável ao produtor brasileiro, apesar de que a estabilidade de preços ainda predomina no mercado interno nesta entressafra. Nas regiões produtoras do Paraná o trigo é cotado na média de R$ 472 por tonelada com o mercado local descolado dos movimentos negativos em Chicago, diante do pessimismo em torno da próxima colheita na Argentina.

O USDA projeta a safra argentina deste ano em apenas 9,5 milhões toneladas com os excedentes exportáveis em irrisórias 4 milhões toneladas durante 2009/2010. No período, a demanda por importações de trigo no Brasil poderá alcançar 5,6 milhões toneladas, segundo a CONAB. É fato que uma boa parte deste volume terá origem de fora da Argentina, o que vai sustentando o mercado brasileiro em relação ao norte-americano.

Veja tabela de dados em:
http://www.faeg.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2947&Itemid=139  

A análise de mercado de trigo é realizada diariamente pela Gerência de Estudos Técnicos e Econômicos da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG).

Gerente de Estudos Técnicos e Econômicos: Edson Alves Novaes
Responsável técnico: Adriano Vendeth


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink