Taiwan amplia importação de carne


Agronegócio

Taiwan amplia importação de carne

Por:
1 acessos

Previsão do governo norte-americano é de o volume de bovinos adquiridos aumente 5%. Taiwan poderá aumentar as importações de carne bovina neste ano, dando um impulso aos pecuaristas australianos e norte-americanos, segundo informações do Departamento da Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

As importações de carne vermelha, conforme as previsões, deverão atingir 93 mil toneladas neste ano, um aumento de 5,7% em relação à estimativa de 88 mil toneladas do ano passado, segundo dados do governo americano.

A demanda de carne bovina por Taiwan está crescendo, estimulada pela recuperação da economia da ilha e do seu ingresso na Organização Mundial de Comércio (OMC) no ano passado, que exigiu a redução tarifária pelo país.

Austrália lidera

A Austrália, maior exportador mundial de carne bovina, forneceu mais da metade de carne importada por Taiwan em 2002, à frente da Nova Zelândia, com 12% do mercado, e dos EUA, com 20%.

"A participação norte-americana do mercado deverá aumentar ligeiramente para mais de 20% devido à ampliação de compras de produtos norte-americanos da faixa superior de preço consumidos em restaurantes caros", segundo dados do relatório, de autoria de Eric Trachtenberg e Rosemary Kao. "Isso deverá reverter em parte os avanços alcançados em 2002 em fatia de mercado feitos pela Austrália e Nova Zelândia à medida que os consumidores optam por cortes de custo mais baixo."

A economia de Taiwan provavelmente vai crescer 3,3% em 2002 enquanto a recuperação da demanda de exportação reergueu o país de uma depressão recorde em 2001, estimou o governo em novembro. As autoridades de Taiwan projetaram a expansão do PIB em 3,4% para este ano.

Carne suína

A Nutreco Holding, a maior produtora mundial de salmão do Oceano Atlântico, combinará sua companhia de genética de suínos Hypor com as unidades da canadense Genex Swine Group. "A nova companhia terá uma posição de liderança nos mercados de criação de porcos do Canadá, Japão, Espanha e Bélgica e terá uma base para expansão adicional nos Estados Unidos, América Latina e Europa", segundo dados fornecidos pela Nutreco, por meio de uma nota

A Nutreco deterá 50% das ações da nova companhia, que terá € 30 milhões (US$ 32 milhões) em vendas anuais e 200 funcionários em tempo integral. Os detalhes financeiros adicionais não foram divulgados. As companhias prevêem concluir a transação dentro de "poucos" meses, segundo a nota.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink