Tama estreia estande próprio no 12º Congresso Brasileiro do Algodão

Algodão

Tama estreia estande próprio no 12º Congresso Brasileiro do Algodão

Companhia israelense vai lançar plataforma digital no evento, e evidenciar a parceria com o movimento Sou de Algodão
Por:
91 acessos

A Tama Brasil, fabricante do RMW, filme plástico que protege os fardos nas lavouras de algodão, confirmou presença no 12º Congresso Brasileiro do Algodão (12º CBA). Ao contrário de 2017, edição de número 11 do evento, desta vez a empresa vai figurar em um estande próprio, no qual pretende estreitar os laços com os cotonicultores e apresentar as novidades. A companhia é fornecedora mundial exclusiva da fabricante de máquinas John Deere, e detém a patente do RMW, filme plástico utilizado na colhedora de algodão nos modelos JD7760 e CP690, que mudaram drasticamente a forma e a logística da colheita de algodão. Estima-se que, atualmente, em torno de 75% da safra brasileira envolvam a tecnologia no processo. O 12º CBA é realizado pela Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) e será realizado em Goiânia, entre os dias 27 e 29 de agosto. Este ano, o tema será A cotonicultura como vitrine para a agricultura do amanhã.

A empresa israelense, com fábrica no município de Feira de Santana, na Bahia, espera chamar a atenção do público levando para o evento fardos logotipados com a marca do movimento Sou de Algodão, remontando a uma iniciativa fruto da parceria com a Abrapa, lançada em 2018. “Fizemos uma série especial do RMW com tiragem suficiente para enfardar, aproximadamente, 1950 fardos. Adquiridos por produtores da Bahia e do Mato Grosso, os fardos ficavam à beira das rodovias e chamavam atenção de quem passava pela estrada”, lembra o gerente de Vendas e Marketing da Tama Brasil, Bruno Caetano Franco. Os fardos envelopados com os famosos filmes amarelos medem em média 2,38 metros e pesam cerca de 2,3 toneladas. No evento, eles ficarão posicionados em áreas de grande movimentação de participantes, fora do estande da Tama.

O 12º CBA também será o cenário para a companhia apresentar à cadeia produtiva da pluma uma novidade, sua plataforma digital de comunicação com o cliente. De acordo com Bruno Franco, trata-se de um app que funciona on e off-line, desenvolvido para garantir mais agilidade, seja na solução de problemas técnicos ou demanda por serviços. “Esperamos também aumentar nossa percepção entre os clientes e estreitar vínculos, mesmo sendo o único fornecedor do produto. Nenhum lugar melhor para isso que o Congresso do Algodão”, explica o gerente.

Para o presidente da Abrapa e do 12º CBA, Milton Garbugio, a presença da Tama já era importante, mas a decisão de aumentar sua participação no congresso sinaliza muito positivamente sobre a relevância do evento para o setor. “Esperamos que esta parceria entre a empresa e a Abrapa seja duradoura e frutifique”, afirma Garbugio.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink