Tanzânia testa algodão transgênico

Agronegócio

Tanzânia testa algodão transgênico

Pesquisadores da Tanzânia vão testar em campo o algodão geneticamente modificado (OGM) para elevar a produção
Por:
2 acessos

Pesquisadores da Tanzânia vão testar em campo o algodão geneticamente modificado (OGM) para elevar a produção. O país do Leste da África espera realizar testes na região sul, onde o cultivo de algodão foi abandonado em 1968 por causa da presença do bicudo. A Tanzânia pretende elevar a produção anual de algodão para 750 mil fardos de 181 quilos em média, nos próximos dois anos. A Tanzânia colheu o recorde de 630 mil fardos na temporada de 2004-05, segundo informou em janeiro o Conselho do Algodão do país. Espera-se que em meados deste ano a Tanzânia aprove leis que disponham sobre organismos geneticamente modificados.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink