Agronegócio

Técnicos da Conab levantam custo de produção de café na BA e no ES

Trabalho vai ajudar no cálculo do preço mínimo do produto
Por:
2267 acessos

 

Técnicos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) começaram a levantar, nesta segunda-feira (6), pela primeira vez, o custo de produção de café nos municípios de Vitória da Conquista (variedade arábica) e Itamaraju (variedade conilon), no sul da Bahia, e Jaguaré (conilon), no norte do Espírito Santo.
 
Os valores vão embasar o cálculo do preço mínimo, que é realizado pela Conab para a Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM). Durante uma semana, os técnicos da Superintendência de Informação do Agronegócio vão colher informações sobre gastos na implantação, formação e produção de café, com o preenchimento de relatórios formados por mais de 300 itens, como preparo de solo, plantio, adubação a tratos culturais e mecanização. 
 
Para o levantamento, também serão realizados painéis com a participação de representantes de sindicatos rurais, cooperativas, órgãos públicos, produtores e técnicos agrícolas, além de agentes financeiros e consultores ligados à agricultura.
 
A finalização do cálculo deverá durar 30 dias. O valor  do custo de produção será utilizado pela Superintendência de Gestão da Oferta da Conab para definir uma proposta de preço mínimo a ser submetida ao Tesouro Nacional.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink