Técnicos mapeiam ocorrência de ácaro vermelho em Roraima

Agronegócio

Técnicos mapeiam ocorrência de ácaro vermelho em Roraima

A medida deverá liberar áreas do estado para o comércio de produtos vegetais que servem de hospedeiros para a praga
Por:
422 acessos

Fiscais da Secretaria de Defesa Agropecuária, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SDA/Mapa), da Superintendência Federal de Agricultura em Roraima (SFA/RR) e técnicos da Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima (ADERR) vão a campo, nesta quinta-feira (6), para mapear a ocorrência do ácaro vermelho no estado. A medida deverá liberar áreas do estado para o comércio de produtos vegetais que servem de hospedeiros para a praga, como banana e coco.

Assim que for comprovada a ausência da Raoiella indica Hirst em regiões produtoras do estado e no sul da capital Boa Vista, profissionais das unidades de produção serão capacitados para emitir certificado fitossanitário de origem.

Técnicos dos serviços estaduais de defesa agropecuária e das Superintendências Federais de Agricultura em Roraima, Pará e Amazonas foram treinados, nessa quarta-feira (5) pelo acarologista Mário Eidi Sato, do Instituto Biológico de Campinas para identificar a praga nas culturas hospedeiras. São elas coqueiros, palmeiras nativas e ornamentais, bananeiras, helicônias (flor de Narciso) e demais espécies ornamentais.

Esse treinamento faz parte das medidas adotadas pelo Mapa, após identificação feita pela Embrapa da primeira incidência no País da praga Raoiella indica Hirst, em coqueiros na área urbana de Boa Vista.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink