Agronegócio

Tecnocampo discutirá ataque da mosca-branca em lavouras do MT

Durante o evento estará sendo discutido o problema da mosca-branca e outras intempéries registradas nas lavouras da Região Sul de MT
Por: -Talita Ormond
1 acessos

Durante a Tecnocampo 2007, a Célula Estudo de Casos estará a cargo da discussão relacionada à mosca-branca e outras intempéries registradas nas lavouras da Região Sul. A pesquisadora em Entomologia da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT), Lúcia Vivan, apontará os resultados das pesquisas de campo realizadas nas cultivares e os principais métodos de prevenção e controle das pragas da soja.

Como tem se hospedado nas lavouras de soja nos últimos anos, as moscas-brancas têm deixado os agricultores de Mato Grosso preocupados. A maior reclamação dos sojicultores tem sido a respeito da dificuldade encontrada em um controle economicamente viável do inseto. A pesquisadora revelou que o custo no controle da praga na soja é mais elevado que na cultura do algodão, feijão ou tomate. “Os produtos são muito caros para o custo de produção da soja”, disse.

No caso da mosca-branca, a infestação da praga acontece geralmente em períodos de seca, apontando maior cuidado por parte dos agricultores nas aplicações dos inseticidas. Segundo dados da Fundação MT, o sucesso no controle de pragas em período de seca é comum em pulverizações noturnas com boa cobertura do vegetal. É válido também que os produtores se atenham a mesclar o uso dos agrotóxicos e até mesmo misturá-los, para que o inseto não crie uma resistência intransponível.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink