Agronegócio

Tecnologia ILPF é apresentada para o público urbano

A Embrapa Meio Ambiente apresentou a estratégia de produção agropecuária "Integração Lavoura-Pecuária-Floresta – ILPF", durante o 12º Encontro dos Amigos do Carro Antigo.
Por:
456 acessos

A Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna-SP), atendendo ao convite da Associação Amigos do Carro Antigo, apresentou, nos dias 16 e 17 de julho, a estratégia de produção agropecuária "Integração Lavoura-Pecuária-Floresta – ILPF", durante o 12º Encontro dos Amigos do Carro Antigo.

Conforme explicou a pesquisadora Priscila de Oliveira, supervisora do setor de Implementação da Programação de Transferência de Tecnologia – SIPT, o objetivo principal foi o de promover, com o público urbano, uma reflexão sobre a responsabilidade individual frente às questões ambientais e, em um segundo momento, propor ações relativas às mudanças de atitudes nas interações com o patrimônio primário para a vida humana, ou seja, o meio ambiente.

O evento, visitado por dezenas de milhares de pessoas, contou com centenas de automóveis que retratam a história automobilística no país. Segundo informou o diretor de Comunicação e Marketing da Associação Amigos do Carro Antigo de Jaguariúna, Anibal Eduardo, a ideia foi de aliar a preocupação com a preservação da história do transporte com a necessidade da preservação ambiental e, nesse sentido, a expertise da Embrapa é fundamental para o lançamento do projeto oficial que a Associação pretende implementar no evento do ano de 2017. A intenção é que cada expositor, de maneira voluntária, faça sua compensação ambiental com a aquisição de uma muda de árvore, que será plantada em local escolhido pela Secretaria de Meio Ambiente do município. "Nós queremos neutralizar as emissões de carbono dos carros antigos do evento, disse ele"

Sequestro de Carbono

A ILPF apresentada no evento trata-se da produção integrada e simultânea de grãos, fibras, madeira, carne ou leite na mesma área. O sistema possui muitos benefícios, como a redução da pressão para a abertura de novas áreas; diminuição do efeito estufa; melhoria na utilização dos recursos naturais pela complementaridade e sinergia entre os componentes vegetais e animais; entre outros. Além disso, a presença de árvores em sistemas de cultivos integrados, quando respeitadas as indicações técnicas, neutraliza a emissão de metano (CH4) pelos animais, um dos gases responsáveis pelo efeito estufa, promotores do aquecimento global.

Este conceito de compensação de carbono apresentado pela Embrapa no campo da agropecuária faz parte da proposta da Associação para o Encontro de Carro Antigo Carbono Neutro 2017, na intenção de que cada expositor realize a compensação. A iniciativa conta com parceiros como a Secretaria do Meio Ambiente da Prefeitura de Jaguariúna, Associação de Proteção Ambiental Jaguatibaia, The Nature Conservancy – TNC, Trilhas do Jequitibá, além da Embrapa.

Motor multicombustível

A Embrapa também apresentou o "motor multicombustível para uso agrícola", que é uma opção de baixo custo e uso, por exemplo, em bombas d'água em pequenas propriedades rurais. Devido ao ciclo do motor, do tipo Stirling, não há necessidade de lubrificação e nenhum tipo de manutenção. Combustíveis líquidos renováveis como álcool, biodiesel ou sólidos como restos de culturas, cavacos de madeira, carvão, gás natural e até o calor gerado por energia solar podem ser utilizados para o funcionamento do motor.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink